Idol.News2

Top 10 Melhores Participantes do American Idol

Isso vai gerar polêmica, mas tudo bem…

Todos nós temos nossos favoritos ao longo desses anos assistindo o American Idol, mas necessariamente não são aqueles que a imprensa e a crítica especializada consideram como os melhores artistas a pisarem no palco mais famoso do planeta.
Há algumas semanas, o público elegeu Kris Allen como vencedor da oitava temporada…Mas será que ele entraria na lista dos “melhores” Idols de todos os tempos? Bom, para a MTV, ele não entraria.
Após analisarem as oito temporadas do programa, e levando em consideração critérios como as performances durante, pré e pós o American Idol, a MTV elaborou o que considera a lista dos 10 “Greatest Idols”, e você confere abaixo quem entrou na lista deles. Kris pode não ter entrado, mas você pode ser surpreendido pelos artistas que entraram…
10. Clay Aiken

Ele começou como um garoto nerd com óculos fundo de garrafa, foi eliminado no Top 32, voltou no Wildcard, levou uma repaginada, se tornou um ícone com voz poderosa e carisma, levando-o até as finais, onde perdeu para Ruben Studdart. Mas isso não o fez parar na sua carreira pós-Idol. Ele vendeu um número impressionante de álbuns (seu primeiro, ‘Measure of a Man’, estreou em primeiro lugar, vendendo impressionantes 613.000 cópias na primeira semana), estreou na Broadway, se tornou um ícone da cultura pop, provou que tem um leve lado cômico e, claro, saiu do armário. Bastante impressionante.
9. LaToya London

Uma artista com performances poderosas e marcantes, LaToya impressionou a todos em torno de 10 semanas consecutivas, recebendo ótimas críticas e salvas de palma por suas versões de “All By Myself”, “Ain’t Nobody” e “Somewhere”. Mas ela não será lembrada apenas por sua voz: o drama parece seguí-la onde quer que vá. Quando ela e suas companheiras divas, Jennifer Hudson e Fantasia Barrino formaram o Bottom 3, começou-se a discutir o racismo no programa (por Elton John, entre todas as pessoass!) e foi colocado em pauta a validade de todo o sistema de votação do programa. LaToya avançou, mas foi eliminada algumas semanas depois. Sua performance comovente de despedida, “Don’t Rain On My Parade”, continua em segundo lugar nos momentos mais memoráveis do American Idol.

8. Elliott Yamin

As pessoas esquecem o quanto Elliott foi bom na 5ª temporada de Idol, conseguindo bom retorno de ambos os jurados e mentores. Simon Cowell o tachou de “potencialmente, o melhor cantor masculino na história do programa, e sua versão da música de Leon Russell, ‘A Song For You’, ainda se mantém como uma das melhores de todos os tempos. Yamin terminou em terceiro lugar, atrás de Katharine McPhee e Taylor Hicks, e mesmo que sua carreira pós-Idol ainda não seja absurda, seu álbum homônimo estreou em terceiro nas paradas e ganhou certificação de Ouro. Somado a sua história comovente (perda de audição e complicações de saúde de sua mãe) e Yamin pode ser o Idol mais subestimado da história.

7. David Cook

Com uma voz feita sob medida para o rock moderno das rádios, um senso de humor inato e um fraco por tomar riscos com arranjos, Cook foi o zé ninguém que se tornou um rei durante a sétima temporada de American Idol. Tendo passado seus anos anteriores entre vários estilos de rock (Axium, Midwest Kings), Cook colocou seu treinamento em prática, transformando músicas como “Hello”, de Lionel Richie em rock. Ele superou o segundo colocado David Archuleta por alguns 12 milhões de votos, seu álbum de estréia já é Platina e conseguiu emplacar um par de singles nas paradas (“Light On” e “Time of My Life”).

6. Jennifer Hudson

Sua eliminação do Idol foi, discutivelmente, o momento mais chocante da história do programa, mas ela mais do que superou isso. Hudson já tem um Grammy e um Oscar em seu nome, e seu álbum homônimo estreou em 2º lugar, vendendo mais de 200.000 cópias. Sua jornada na terceira temporada de Idol começou devagar, chegou ao Top 12 como repescada e passou duas das três semanas seguintes no Bottom 3, mas se firmou na competição com suas versões de “Circle of Life”, de Elton John, e a intocável “I Have Nothing”, de Whitney Huston. E nesse mesmo ‘espírito Whitney’, sua performance de “And I Am Telling You I’m Not Going”, do filme “Dreamgirls”, se tornou um desafio para participantes do programa conseguirem igualar..
5. Adam Lambert

Não é brincadeira. Com seu estilo, tendencia para o drama e falseto animal – sem mencionar especulações sobre sua vida pessoal – Lambert trouxe vida à oitava temporada de Idol que acabou de terminar. Suas versões poderosas de músicas como “Mad World,” “Black or White” e “(I Can’t Get No) Satisfaction” conseguiram ótimas críticas dos jurados (Sua versão original de “Mad World” pode ser considerada uma das melhores apresentações da história do Idol), enquanto a capa da Entertainment Weekly e destaque no programa “The O’Reilly Factor” o fizeram um chamariz para o público e o símbolo da divisão Red State/Blue State que ainda predomina no país. De fato, ele acabou perdendo na final para o ‘gente boa’ Kris Allen, mas independente do que aconteça pra frente, com todo o respeito, Lambert já ganhou.

4. Chris Daughtry

O maior roqueiro na história do American Idol, e ele nem chegou a ganhar a competição. Sua voz rouca, autenticidade e ótima personalidade os fizeram se destacar de alguns até então considerados roqueiros que o precederam (como Bo Bice), e ainda se tornou um padrão de comparação para os que vieram depois dele (como David Cook). Sua versão de “Hemorrhage (In My Hands)”, do Fuel, foi tão boa que a banda ofereceu o lugar de vocalista para ele, e mesmo que ele tenha terminado em 4º lugar, sua carreira no pós-Idol tem sido meteórica: seu álbum homônimo foi platina em apenas 5 semanas, se tornando o lançamento de rock mais rápidamente vendido da história do SoundScan. Se manteve impressionantes 116 semanas no Billboard Hot 100 e desde então, se tornou platina quíntupla.

3. Carrie Underwood

Uma das concorrentes mais fortes da história do programa (ela notadamente dominou a quarta edição, nunca chegando próxima ao Bottom 3) e a maior estrela que o programa já produziu. Desde sua aduição, Simon Cowell previu não só que ela ganharia o programa, mas também “venderia mais do que qualquer vencedor de Idol anterior”, e ele estava certo na sua previsão. Carrie se tornou uma estrela do cenário country americano, com seu álbum de estréria “Some Hearts”, tendo alcançado certificado de Platina Séptupla pela RIAA (a maior velocidade de vendas Country na história da SoundScan), e seu sucessor “Carnival Ride” já vendeu mais de 2.8 milhões de cópias e permanece no Top 100 por 82 semanas (esse número só tende a aumentar).

2. Kelly Clarkson

Ela é a Idol original, e mesmo que suas apresentações no programa tenham sido ótimas (particularmente as músicas do Motown e sua versão de “A Moment Like This” após a vitória), é a vontade de Kelly de fazer seu próprio caminho no pós-Idol que a faz 2º lugar nessa lista. Seu segundo álbum, “Breakaway”, que contém o sucesso “Since U Been Gone”, a mostrou se distanciando do programa, e ela apenas progrediu desse passo. “My December” foi bastante obscuro e pessoal, e seu recém-lançado “All I Ever Wanted” já emplacou dois singles e mostra seu lado artístico crescendo. Em vários sentidos, Kelly é tudo o que você pode esperar de uma estrela pop, e um pouco mais.
1. Fantasia Barrino

Nunca houve melhor cantor e performista na história do programa que Fantasia, da qual as versões de “Proud Mary”, de Tina Turner e – a mais notável – “Summertime” de “Porgy and Bess” (que a fez cair em lágrimas) se tornaram lendas do American Idol. Simon Cowell a nomeou de melhor participante de todos os tempos não só da versão americana, mas de todas as versões existentes no mundo, e não vamos discordar com ele. Somado a toda controvérsia de sua quase eliminação, suas batalhas pessoais (que foram tão comoventes que a renderam uma autobiografia best-seller e um filme muito bem criticado), e seu sucesso pós-Idol (álbuns platina e ouro, além do papel de Celie na versão da Broadway de “A Cor Púrpura”, sucesso de público), não há quem possa igualar Fantasia. Ela tem o pacote completo. E é a maior participante de American Idol da história.

Traduzido por : Felipe (Aipo)

Link Original