Idol.News3

Revista Rolling Stone esclarece substituição de candidato no Top 24

Depois do episódio da última quarta-feira (17), quando a escalação de Tim Urban para o TOP 24 foi uma surpresa, diversos sites e fãs do American Idol começaram a indagar o que teria acontecido com outro concorrente.

De acordo com diversas listas divulgadas antes do anúncio oficial do Top 24, uma das vagas masculinas do TOP 24 seria de Chris GoLightly, mas nem sua aprovação ou rejeição foram mostradas no episódio desta semana.

Confirmando os boatos, Chris foi desclassificado porque ainda teria vínculo com uma gravadora – o que não é permitido pelas regras do American Idol.

Segundo a Revista Rolling Stone, que entrou em contato com o candidato logo após a exibição do episódio, representantes da tal gravadora (que não tiveram os nomes revelados) comunicaram à 19 Entertainment a ligação de Chris com a empresa.

O jovem se defendeu e informou que o tal contrato expirou um mês antes da audição dele para o programa. “Quando eu fui tentar esclarecer o mal entendido, eles já tinham me substituído. Desde então eu já deixei diversos recados em secretária eletrônica, mas ninguém me respondeu”, comentou.

“Big Mike”
Outra controvérsia ligada ao anúncio do TOP 24 seria a possível saída de Michael Lynche. De acordo com a revista People, o pai de “Big Mike” teria dito à imprensa que o filho tinha sido selecionado antes do episódio ir ao ar – o que também é proibido pelo programa. Diferente do caso de Chris/Tim, Michael Lynche continua com seu nome no site do programa e não há informação oficial de que ele tenha deixado a competição.