SwedenIdol2013-Top08

[Recap] Sweden Idol 2013 – Top 8

Hey Guys! Mais uma semana de apresentações do Sweden Idol chegou e Niv, Legey e Eu estamos aqui para comentar o que achamos de cada um dos candidatos do Top 8. Pega a pipoca e se prepara, let’s go!

Jens Hult – White Light Moment

Niv: O começo foi horrível! Entrou fora do tom e desafinado, mas ao decorrer da apresentação ele foi melhorando e no final ficou “aceitável”. Gostei da song choice, fez o necessário pra ir ao top 7.
Legey: Primeiro de tudo, que tema maravilhoso! Sempre quis um tema assim no American Idol! O tema foi “Idols que conseguiram”, ou seja, músicas de ex-Idols que ficaram famosos – pelo menos na Suécia. Infelizmente, Jens me decepcionou mais uma vez e deixou transparecer toda a sua falta de preparo. Achei a apresentação de mediana pra ruim, com um quê de “tá tudo errado”. Pena. E olha que ele ainda cantou uma música da MARAVILHOSA Tove Styrke.
Rich: Achei bem confusa a apresentação porque gostei de umas partes e outras estavam bem fracas, fiquei até com a sensação de desânimo, já que a voz não correspondeu tão bem ao ritmo da música.

Miriam Bengtsson – This Is My Life

Niv: Percebam que quando ela deixar de quengar as apresentações fluem melhor. Ao menos pra mim esse foi o melhor momento dela na competição. Cantou bem, escolheu divinamente a música e segurou bem as notas. Ela ainda tem muito o que melhorar mas tá no caminho certo.
Legey: Eu adoro a Miriam, mas ela é um pouco mais do mesmo. Além disso, ela não agrada muito o pessoal lá. A apresentação foi legalzinha, mas essa música é tão chatinha. No mais, ela cantou bem, com a voz linda que tem, mas faltou um temperinho. Uma safadeza.
Rich: Achei tudo legalzinho, bonzinho, inho, inho… A Miriam tem potencial para muito mais que isso, ela dança bem mais do que mostrou, e olha que essa coreografia foi bem meia boca né? Ela estava muito “comportada”, tem que trabalhar na ousadia mesmo.

Sandra Wikström – You

Niv: Sandrão provando a todos que uma música bem escolhida faz diferença na hora da apresentação, isso foi maravilhoso. Senti uma intensidade, uma interpretação ótima e vocais na medida. Parabéns gorda, você conseguiu com que eu não desejasse sua eliminação essa semana!
Legey: Ai, gente, sério, não tenho mais paciência pra essa gorda sem noção que continua usando roupas coladíssimas e cantando mal em pleno Live Show 5. Não se tocou que está escroto? ACORDAAA! Versão totalmente chata de You – que é uma música ótima e super contagiante. Não aguento mais. Ficou boring ao extremo. Ainda estou esperando ela honrar a classe de Gordas Maravilhosas, como LILY MAE HARRINGTON e HANNAH MCIALWAIN.
Rich: Achei o desempenho mais aceitável dela, não foi nada maravilhoso e não foi nada desagradável. Foi legal vê-la mais calminha não indo para uma diva gritadeira nem indo para o agitado que não consegue dar conta, digamos que fez o requisito e só.

Kevin Walker – Hope and Glory

Niv: Ele é bem bonito né minha gente? Sabe prender a atenção nele, acho isso importante no artista. To falando isso porque achei a apresentação B-O-R-I-N-G! Foi sonolento demais! Não adianta cantar bem e fazer uma apresentação sem clímax. Vamos ficar alertos em quanto a isso Kevin!
Legey: SÉRIO! Não aguento mais ele aí sem nem tentar. Ele nem se esforça mais, só faz cara de gatinho e sorri pra câmera. Também não vou nem comentar mais as apresentações patéticas dele.
Rich: Comparei com o Mans Zelmerlow no Top 12 ou 11 e olha a música que ele escolhe, justamente uma do Mans e uma das minhas favoritas dele, não sei se foi isso que contribuiu para que eu gostasse da apresentação, mas que foi bem melhor do que as duas anteriores dele foi. Foi um avanço depois de demonstrar tanta fraqueza vocal.

Erik Rapp – Euphoria

Niv: Ele pegou A MÚSICA europeia de 2012 para cantar, ou isso daria muito certo ou daria muito errado. Acabou dando nenhum dos dois, o fato do arranjo ter sido MARAVILHOSO ajudou muito mas ele não conseguiu se portar como deveria em boa parte da música, ficou blérgh. Mas ainda gosto dele e acho que vai ser um dos finalistas.
Legey: Erikzinho vindo com tudo com uma escolha safadíssima totalmente adaptada a sua pedância Como não amar essa versão alternativa recheada de dança interpretativa? Sério, a versão ficou maravilhosa. Não perdeu a pegada e energia da música original, mas se afastou o suficiente pra criar uma nova atmosfera ao redor da música. Maravilhoso.
Rich: Obviamente que a música vencedora do Eurovision estaria presente, e pode ter rolado uma disputa brava para quem a cantaria, o Erik levou a melhor e ainda ficou bem bacana de se ouvir, ainda bem que ele se aquietou e não quis sair mais cantando palavrões e revoltas por aí.

Elin Bergman – Happyland

Niv: Achei desnecessária essa SO viu judges… A apresentação foi fun, current, fresh. A Elin é a candidata que mais exala star quality nesse programa e isso ficou explícito com essa apresentação. Os refrões foram ótimos mas a parte baixa ficou MUITO baixa e as vezes nem entendi o que ela tava cantando. Foi uma ótima performance, só não foi perfeito porque as partes baixas não foram tão legais assim.
Legey: É isso, ela desistiu de ser safadinha e rapper. Por mais que tenha cantado uma das minhas músicas favoritas de uma das minhas winners favoritas – Amandinha Jenssen -, eu acho que ela tá tão diferente do que esperávamos. Ela cantou bem, tem uma ótima presença de palco, mostrou uns vocais que nunca tinham aparecido. Mas cadê rap legal?
Rich: Miriam não mostrou a barriga mas a Elin estava aí para fazer isso né? Ela estava meio Valdirene hoje com essa roupa, e os vocais estavam bons também e tudo ocorreu bem para uma boa apresentação, dominou mais o palco e não fez nada de estranho :)

Gabriel Alares – You’re Out Of My Life

Niv: Suécia, por que vocês votam nele? Deixo Rich e Legey comentarem porque não sou pago para isso.
Legey: Não. Não tenho mais paciência pra esse cara feio sendo arrastado pela “beleza” que alguma parcela mentalmente desprivilegiada da sociedade vê nele. Chato, irritante e com caras e bocas dignas de Princesa Omar do X Factor OZ. Passo.
Rich: Tudo fraco, tudo ruim, falta uma atitude, uma presença, algo que chame a atenção, mas não consigo gostar dele. Ele faz as apresentações ficarem com cara de súplica de algo que está morrendo, o pior ainda é cantar uma música que gosto, aí foi o necessário para odiar ainda mais.

Matilda Melin – Release Me

Niv: Cantou Agnes ? xonei. A apresentação teve suas falhas mas foi tudo bem executado. O vocal não foi WOW mas ela não decepcionou, errinhos todos tem. Vai pro top 7 com fé minha filha.
Legey: COMO NÃO AMAR MATILDINHA? Graças a Deus essa vaca linda se tocou que o lugar dela é cantando músicas mela cueca com versões meigas e suaves e não inventando de ser a versão feminina de Macklemore. Apresentação maravilhosa. Junto com o Erik, fez a noite valer a pena. Obrigado, Matildinha.
Rich: SABIA que a música apareceria também e fiquei com medo quando vi que era para a Matilda e ela fosse se agitar de novo e não ser nada legal, mas ainda bem que existe justiça e ela fez mais uma linda apresentação, agora que ela se encontrou novamente na competição, tem que ficar fazendo apresentações assim mesmo \o/

Eliminado (a): Miriam Bengston