SwedenIdol2013-Top11

[Recap] Sweden Idol 2013 – Top 11

Hey Guys! Sweden Idol chegando ao Top 11 e na torcida para que os nossos favoritos tenham ido bem e os que não gostamos tenham errado letra, caído no palco (nem tanto), mas que a justiça seja feita, e aquele que mais desafinar seja eliminado.

Como sempre é bom ter uma segunda opinião dentro do post, convidei o Legey para comentar comigo, Rich, os lives dessa temporada, já que ele também é bastante fã. Estão preparados? Let’s Go!

George Shaid – Home

Legey: É o seguinte: eu gosto da voz dele. Gosto mesmo, acho linda, mas ele simplesmente canta as músicas erradas, semana após semana. Na verdade, acho que são músicas certas demais. Músicas as quais o cantor original tem uma voz bem parecida com a dele e no mesmo arranjo, aí fica uma coisa karokê e totalmente sem novidades, nem grandes atrativos.
Rich: Eu gosto do timbre do George e concordo com tudo que o Legey falou, a música mesmo não tem um apelo para um programa com votação popular por não ter também um bom impacto, mas a música é linda.

Miriam Bengtsson – P.Y.T.

Legey: O que a Miriam tem de safada, essa apresentação teve de chatice. Não vi nada demais na apresentação, eu detesto essa música, acho cafoníssima e a apresentação foi toda sem graça, uma coisa bem Raul Gil. Ela podia ter sido mais safadinha com uma música mais sassy e menos sem graça.
Rich: Gosto da Miriam e detesto essa música, como lidar? Pelo menos foi animada, um pouco agitada e ela tem uma boa voz para sair desperdiçando com músicas que não a favoreçam. Ela tem que escolher algo mais ousado, que chegue chegando.

Gabriel Alares – Sista Morgonen

Legey: Gente, a música já começou cafona. Essa apresentação conseguiu reunir quase tudo que eu acho brega. A música, as caras e bocas dele, os movimentos com a mãozinha e o cordãozinho. Mas dou uns créditos por cantar uma música sueca, pelo menos, acho isso legal. Mas não tanto a ponto de não merecer um bottom. Pode ir.
Rich: Não conheço essa música, mas se eu senti a vibe Lara Fabian nela é que ele foi totalmente nível Raul Gil, e olha que eu adoro a Lara por sinal. Foi bem karaokê, só que “menos pior” que “Impossible” da semana passada, o que não deixa de ser fraco.

Matilda Melin – Superhero

Legey: Amo a voz dessa linda, gente. Ela cantando “The A Team” foi maravilhoso e ainda lembro. Mas depois disso ela deu umas escorregadas fortes. Não sei quem tá aconselhando essa quenga. Gente, o tema da noite é “My Idol” e com tantos Idols pra ela escolher, a garota me vem com Cher Lloyd? Por favor, gata. Mas foi uma apresentação boa, só acho que não esperava essas escolhas dela.
Rich: Oi? Se fosse um The X Factor da vida jamais daria uma música assim para a Matilda, gente ela não tem condições físicas para músicas assim, tem que ser uma divinha flopadinha como falei semana passada. A escolha foi surpreendente, o que não quer dizer que foi boa. Cher Lloyd, really? Filha, você não tem fôlego!

Sara Sangfelt – Your Song

Legey: Sara tem um timbre maravilhoso, mas, depois de sua audition, não fez nada que prestasse. Acho as escolhas dela totalmente erradas, tanto das músicas, como das versões pra cantar. Ela escolhe muita música clichê e saturada em programas desse tipo e nenhuma delas combina realmente com a voz dela. Problema, inclusive, que tá bastante comum esse ano.
Rich: Cantou exatamente como qualquer pessoa que tivesse um timbre parecido faria, e ainda ficou tentando fazer a Adele em boa parte das notas e terminações das frases, estamos de olho! Comparada com a semana passada foi bem, a música até que tem seu apelo com o público, né?

Sakib Zabbar – The Botten is Nådd

Legey: Detesto. Cumprindo a cota étnica do programa. Achei essa música horrível, a apresentação o cúmulo da cafonice e ele me irrita profundamente. Como se não fosse o suficiente, ele foi o responsável pela eliminação da voz da temporada, Sarah . Por mim, merece sair. E rápido.
Rich: Tá aí a música que teria ficado ótima com a Miriam, porque com o Sakib foi mais uma tentativa fail, achei fraco, sem atrativo nenhum. Está fazendo hora extra para ser mais sincero.

Erik Rapp – Wicked Games

Legey: Decepção máxima foi a minha quando li e achei que era “Wicked Game” do Chris Isaak, mas descobri que era uma música chechelenta de uma banda qualquer aí. Sem falar que, gente, ele super seguia uma linha de bom moço aí me vem cantando essa música cheia de “fucking” e “dat ass”, fiquei confuso hahaha Apresentação boa, mas muito fraca comparado ao que ele pode fazer.
Rich: Achei essa apresentação bem qualquer coisa, nada comparado a semana passada, o que me chocou mesmo foi a letra da música como o Legey falou. Gente, qual a classificação desse programa? Filho meu pularia essa apresentação #BomPai Hahaha

Kevin Walker – Say

Legey: Ele, pra mim, é o pretty boy medíocre da competição. Voz mega chatinha, escolhas super sem graça e pagando de gatinho toda hora. Totalmente irritante huehuehue Ainda me vem e canta John Mayer, outro que eu detesto. Ou seja. Por mim não teria entrado nem no Top 12.
Rich: Ai Legey, sai daqui, vou te expulsar do painel e vou ficar comentando sozinho, nem vem. Tá, essa escolha não foi boa, semana passada o achei maravilhoso. Não sei até o onde o sorriso vai levá-lo na competição o do Mans Zelmerlow (Que já participou do Sweden Idol), o levou ao Top 5 ;P

Elin Bergman – Tell Me About It

Legey: Outra que sofre da Síndrome Voz Boa-Péssimas Escolhas. A voz da Elin é maravilhosa, me lembra a da Amanda Fondell , e ela é estilosa e solta no palco, faz rap e é super fofa. Tem como não amar? Mas não vejo essa Elin que considero pakas já faz umas semanas. Espero que volte com tudo semana que vem.
Rich: Uma voz tão boa de se ouvir mas com uma escolha musical que não favoreceu nada, ficou só dançando aí dando essas semi reboladas, tá precisando criar vergonha na cara e escolher melhor.

Sandra Wikstrom – I Will Always Love You

Legey: ODEIO ESSA GORDA. Me julguem, mas precisava botar todo esse ódio pra fora huehue O que me incomoda na Sandra é que ela é overrated e pimpada as hell e ela nem é uma cantora tão boa. Só fez apresentações fracas, desde o começo do programa, não chega aos pés das divas clássicas de Idols e ela ainda cagou DEMAIS essa semana. Apresentação horrível. Eu tinha esperanças de que a Sandra fosse ser uma gordelícia igual as sereias do The Glee Project, mas ela flopou na vida.
Rich: Quem me conhece sabe da minha credibilidade para comentar músicas de divas, então posso dizer que é uma das piores versões de IWALY que já ouvi na vida. Primeiramente a música foi dividida toda errada, tava tudo confuso e não teve impacto nem força no ponto alto. Achei bem flop mesmo.

Jens Hult – Heart Of Gold

Legey: Jens maravilhoso salvação da vida. Meu favorito entre os boys, by far. Adoro a voz dele, essa vibe alternativa on drugs e ainda tocou gaita. Ou seja. Eu adoro essa música e a versão dele ficou ótima. Salvou o programa, porque, olha, achei a noite muito fraca. Achei a melhor apresentação dele em algum tempo e a melhor da noite.
Rich: Muito bom, realmente o melhor da noite e dessa vez estava até mais solto, parece até que tomou umas pingas para se apresentar porque alguns desses gestos são bem de bebum né? Ele tem potencial para vencer, e está caminhando para isso.

Eliminado da Semana: Sakib Zabbar \o/

Até a próxima semana ;)