SwedenIdol2013-Top10

[Recap] Sweden Idol 2013 – Top 10

Hey Guys! Mais uma semana de apresentações do Sweden Idol chegou e Legey e Eu estamos aqui para comentar o que achamos de cada um dos candidatos do Top 10. Pega a pipoca e se prepara, let’s go!

Erik Rapp – Indestructible

Legey: Estranho. É tudo que posso falar sobre a apresentação. Erik vem piorando semana após semana. Apesar de eu adorar sua voz e a forma como ele se porta no palco, eu achei a apresentação dessa semana bem ruim. Não entendi a escolha, não entendi o arranjo, não entendi as dancinhas Robynzísticas. Começou fraco, ficou melhorzinho mais pro meio, mas do meio pro fim, foi pavoroso, até fechar com aquele grave horrível do final.
Rich: Vixe, os vocais do Erik estavam de férias essa semana? Não entendi a música e começou normalzinho só que não deu conta no refrão, ele está estranho nas apresentações, não foi uma boa semana, de fato.

Sandra Wikstrom – Lovefool

Legey: Sério, essa maldita overrated consegue tirar a essência de todas as músicas que ela canta. Lovefool é, apesar da letra, uma música super alegre e divertida e tem uma melodia linda e que fica na cabeça, do começo ao fim. Ela simplesmente fez uma versão bem cafona e que tentou ser cool e sexy, mas falhou miseravelmente. Ela podia aprender a ser uma gorda quenga e safada com alguém que saiba fazer isso.
Rich: Gente, me julga que eu acabei gostando da música só porque ativei meu lado brega assim que o refrão começou, pelo menos não tentou fazer a diva batida ou coisa do tipo, tentou pelo menos diferenciar. Alguns trechos ficaram devendo mesmo, só que o refrão foi a melhor parte.

George Shaid – Fade into Darkness

Legey: Apenas não. Ele tem um timbre lindo, canta bem, mas cada semana vem com uma música e um estilo diferente. Não tem o mínimo de star quality e é totalmente descartável na competição, ainda que tenha um timbre bonito e boa afinação. Totalmente filler.
Rich: Vocais dando trabalho essa semana hein? Mais um que escolheu errado e não soube lidar com o tema, que não sei qual era por sinal Hahaha. No começo foi de boa, mas na medida que a apresentação ia continuando ficou fraquinho fraquinho.

Matilda Melin – Must Have Been Love

Legey: Essa é a Matilda que eu amo! Linda, com coisas no cabelo, e com esse timbre maravilhoso cantando uma música lenta e envolvente. Versão maravilhosa, me levou de volta à “The A Team” e to rezando pra ela se tocar de que essa é a praia dela e não Cher Lloyd. Volta a ser assim, Matilinda.
Rich: MEU DEUS QUE MARAVILHOSA, finalmente a Matilda ouviu minhas preces e escolheu algo assim, que realmente é o que deve fazer no programa, ser a Jiordan Tolli suéca LOL. Muito bom, tudo linda, amei mesmo, uma das minhas apresentações favoritas da temporada até agora.

Kevin Walker – Poker Face

Legey: Essa droga voltando pra 2010 com versão lenta/acústica/rockzinho de Poker Face. Francamente, já acho que tá fazendo hora extra. Arrastadíssimo pela carinha de constipação sexy, não tenho paciência. Mais brega e sem sal impossível. Tomara que saia logo.
Rich: O Kevin não vem de boas escolhas, gostei bem mais no Top 13, a versão foi legalzinha e só, no refrão não empolgou tanto, continuou seguindo a linha dos vocais mais ou menos da semana.

Sara Sangfelt – Toxic

Legey: Não entendo o tesão de todo mundo que tem uma voz diferente sente em cantar Toxic. Não aguento mais essas versões iguais de Toxic e a dela não foi nem lá essas coisas. Eu amo o timbre dela, mas ela é tão cagada week after week que tenho total preguiça dela com as escolhas cafonas e previsíveis combinando com as roupinhas que usa. Next.
Rich: Concordo com o Legey, hoje em dia seria uma surpresa bem maior se cantasse “Toxic” em sua versão original, sinceramente, de tanto que a música vem aparecendo com versões diferentes. Uma apresentação que não passou de morna, como tudo que ela vem fazendo se analisarmos bem.

Gabriel Alares – Reload

Legey: Ainda não faço ideia do que esse garoto tá fazendo aí. O tamanho da cabeça me incomoda, o corte de cabelo aerodinâmico é desnecessário e toda apresentação parece a mesma. E são todas cafonas, bem naquele nível de candidato latino padrão de American Idol, que cantam as mesmas músicas toda temporada, nas mesmas versões e com as mesmas vozes. Sem contar que dubstep em pleno 2013 não dá, né, gente?
Rich: Concordando mais uma vez com o Legey, sinal que a vida não tá fácil pra ninguém hein? Muito brega, tem uma cara que não convence, é meio forçado.

Jens Hult – The Lion’s Roar

Legey: Como não amar Jens, gente? Qualquer um que cante First Aid Kit já ganha milhões de pontos comigo. However (/Simon) eu achei meio nada a ver. Quem conhece a música sabe qu ela não. deve. ser. cantada. assim. A música é tão envolvente e alternativa e ele simplesmente transformou em algo Kings of Leon pride que não me agradou. Ainda assim, foi um dos melhores da noite porque, apesar de não curtir a versão, ele fez tudo certo.
Rich: Jens vem semanalmente conquistando o seu lugar e mesmo não fazendo o meu estilo vem para ser vencedor do programa, o que até agora seria merecido, tá difícil achar concorrência. Escolheu uma boa música, que combinou com ele.

Elin Bergman – All That She Wants

Legey: A Elin safadinha e cool que amamos tá voltando, mas hoje só vimos 48% dela. Falta muito ainda pra termos uma reprise de “No Diggity/Thrift Shop” e eu espero que ela tenha tempo e bom senso pra tentar voltar pra esse patamar. Gosto muito dela, mas ela tá cagando nas escolhas. Quer dizer, cantar Ace Of Base em um talent show é errado na premissa.
Rich: Curti a Elin também, mesmo achando que em algumas partes ela estava cantando meio embolada, ficou melhor que algumas outras apresentações da semana e já é o suficiente.

Miriam Bengtsson – Fucking Perfect

Legey: Gente, eu gostei. Tudo bem que essa música já encheu o saco de todo mundo que tem o mínimo de bom senso, desde que Porcelana cantou com seu namoradinho em Glee. Mas a versão dela ficou bem legal, apesar de descartável. É o tipo de apresentação que não é melhor da noite, nem a pior, então fica bem no meio pra gente esquecer com o tempo.
Rich: Nossa, ela está composta :O *BOOOOM* da apresentação Hahaha Gostei da apresentação, não foi tão forte como poderia ter sido só que fez o requisito da noite para ser uma das melhores, e foi legal mostrar nos lives um pouco de baladinhas, depois pode voltar ralando tudo no chão.

Eliminado: George Shaid