KELLIE.NEWS4

Kellie Pickler fala sobre o álbum “100 Proof” em chat com os fãs

Kellie Pickler foi a convidada desta segunda-feira, 23, de um bate-papo no site da Billboard. A cantora, revelada na quinta edição do American Idol, falou sobre a vida pessoal, fama e “100 Proof” [capa ao lado], seu novo disco que chega às lojas nos Estados Unidos nesta terça-feira.

Confira abaixo os principais momentos da entrevista e o vídeo completo (em inglês):

Sobre o “100 Proof”: “Estou tão orgulhosa do álbum, do início ao fim. Nunca coloquei minha alma em um projeto como coloquei nele. Sei que várias pessoas vão se identificar. É assim que deve ser a música country”.

Sobre seu crescimento como artista: “Há uma grande diferença entre um cantor e um artista. Antes, eu era a cantora do American Idol. Durante o programa você se torna essa celebridade. E daí? Você não fez nada. Você cantou a música dos outros por algumas semanas. Para mim, eu estava andando pra trás. Onde estava a substância? Eu realmente me descobri como artista e Frank Liddell e Luke Wooten [produtores do novo disco] me ajudaram”.

Sobre a relação com sua gravadora (Sony Music): “Vivemos no mundo digital e eu entendo a posição das gravadoras e selos. É assustador correr riscos. Primeiro porque o dinheiro não existe como antes. As pessoas não saem mais para comprar a cópia física porque elas agora baixam as músicas. Eu entendo. Se eu fosse o cabeça de uma gravadora, eu também estaria. Felizmente para este projeto, ela me incentivou. Me deixaram criar músicas livremente. Este disco vem de um lugar honesto, do meu coração”.

Sobre a música “The Letter”: “Muitos que acompanharam minha jornada pelo American Idol foram introduzidos à minha relação com meu pai e a luta contra o alcoolismo e vício em drogas. Quando você é um alcóolatra, você nunca deixa de ser um. É uma luta diária. É duro. Meu pai sempre esteve presente em minha vida mesmo quando morei com meus avós enquanto ele estava preso. Sempre nos comunicávamos por cartas. Eu tenho uma caixa de sapatos cheia com todas as cartas, cartões que ele me escreveu enquanto estava preso. Eu olhei pra esta caixa e pensei ‘eu tenho que escrever uma carta pra ele’. Esta música é muito especial porque mostra o amor incondicional que sempre terei por meu pai. Ele ainda não ouviu. Estou louca para saber o que ele achou. É a música mais especial que escrevi e gravei”, disse.

Sobre formar uma família: “Adoraríamos ter uma família. Não estamos planejando ter uma família agora, mas às vezes as coisas não acontecem do jeito que você deseja. Às vezes Deus tem outros planos para você”.

Sobre a fama: “Você não está preparado. Acho que, para mim, o que mais me surpreendeu foi a mídia, a tecnologia que temos atualmente, câmera nos celulares, Facebook, Twitter e como você está sendo vista por através de um microscópio. Onde nasci e cresci, não tinha nada disso. Nem sabia que alguns existiam até eu começar no American Idol e tudo isso surgir”.