simoncowell

2010: o Fim do American Idol?

De acordo com a reportagem do New York Post, Simon Cowell deixará o American Idol no final da temporada 2010 e irá estrelar a versão americana do sucesso britânico X Factor (criador e principal produtor do show) a partir de 2011. Cowell, cujo contrato com os produtores do Idol termina em maio, tem estado em negociações com a Fox desde o meio do ano e se prepara para anunciar o novo acordo com a emissora início do próximo ano. O futuro do programa estaria incerto junto à emissora, pois há sérias dúvidas se este resistiria à saída da sua incontestável estrela maior. Produtores da Fox, da 19 Entertainment e de Simon se negam a comentar tais afirmações.

simon-cowell1712

Desde sua estréia – há quatro anos – o X Factor é de longe o programa mais popular na Grã-Bretanha. Na noite de sábado passado, o episódio final da última temporada praticamente levou o país a um impasse, atraindo um público de mais de 19 milhões de pessoas para frente da televisão, e em uma nação onde 10 milhões de espectadores é considerado um sucesso absoluto. Não é de hoje que Simon tenta emplacar seu reality show em terras americanas, e com os rumores cada vez mais fortes neste ano, parece que a ida do X Factor para os Estados Unidos é uma questão de tempo.

A Fox seria a primeira escolha de Simon para a transmissão do programa, o que significa que a emissora teria que cancelar a série Idol ou readequar sua grade, a fim de transmitir ambas as séries em diferentes épocas do ano. “Dentre os jurados, Simon é único entre muitos iguais”, diz o analista de mercado John Rash. “Sua falta será profundamente sentida, mas não significaria o fim da franquia”.

“Claro que temos que ir para a América. Realizar uma versão americana do programa”, disse Simon semanas atrás em uma reportagem da BBC de Londres. “Não levar o X Factor ao maior mercado do mundo seria loucura”, completou ainda sem revelar maiores detalhes.

Especialistas em televisão dizem que a “transformação” do American Idol para o X Factor poderia sacudir a audiência do primeiro, em constante declínio nos EUA, e seria mais simples para a Fox matar a série agora, antes que ela se torne uma “auto-paródia”. Substituí-la por Simon e sua versão (uma segunda geração do Idol, onde os jurados podem escolher os cantores e se tornam seus mentores durante o programa) pode revitalizar o interesse do público, ao mesmo tempo que o final do programa mexeria emocionalmente com grande parte dos americanos, ligados com o show desde seu início em 2002.

A nona temporada do American Idol estreia na Fox americana dia 12 de Janeiro, em um especial com duas horas de duração. A Sony Entertainment Television – que transmite o programa aqui no Brasil – ainda não se pronunciou oficialmente sobre a estreia do show na tv brasileira.

Irmão de Simon Cowell afirma que jurado estará fora do Idol a partir de 2011

O irmão de Simon, Tony Cowell, disse nesta terça-feira que Simon está se preparando para sua última temporada no Idol.

“Está sendo preparado um comunicado que vai confirmar o que todo mundo esperava – Simon vai deixar o ‘Idol’ no fim de 2010 para se concentrar em levar a versão americana do ‘The X Factor’ para a televisão norte-americana em 2011″, disse Tony Cowell, segundo o jornal The Sun.

O jornal, assim como o canal Fox, é parte do império da mídia de Rupert Murdoch, a News Corp. O agente de Cowell e a rede Fox em Los Angeles, onde o Idol é produzido, não quiseram comentar a notícia.

Embora continue sendo o programa de televisão mais visto dos EUA, a audiência do American Idol caiu em 2009 para cerca de 26,3 milhões, dos cerca de 30,8 milhões em 2006.

Fox prepara novas temporadas do American Idol – com ou sem Cowell

season9group2010

Segundo nossos parceiros do AINow, a Fox está perto de um acordo para novas temporadas do American Idol – independente da estada ou não de jurado mais popular, Simon Cowell. O atual contrato da rede com as produtoras FremantleMedia e19 Entertainment se estende até o final de 2011. Contudo, a emissora está trabalhando em um novo contrato, que inclui três temporadas do programa (embora esse número ainda pode mudar).

O anúncio é esperado para demonstrar o compromisso da Fox com sua melhor série – em níveis de audiência – até mesmo quando o programa encara seu maior desafio, com a saída de Paula Abdul nesta temporada (e substituída por Ellen DeGeneres) e com os fortes indícios da saída de Simon no fim do ano para produzir em terras americanas de seu programa X Factor.