simonfuller

19 Entertainment cortando verbas em Londres

(via The Hollywood Reporter)

A produtora do American Idol, 19 Entertainment, espera cortar ao menos metade de suas despesas de 30 milhões em Londres reduzindo o tamanho de sua equipe, em uma tentativa de mudar dramaticamente a administração da empresa para focar seus negócios no mercado americano e nas marcas American Idol, So You Think You Can Dance e If I Can Dream.

A mudança nos planos, seguida da partida do fundador da 19 – Simon Fuller - de uma permanência semanal na empresa, veio após um comunicado sobre as finanças da firma CKX – associada da 19. Em uma conferência eletrônica, o presidente e chefe executivo da empresa, Robert Sillerman, também divulgou que ele e Fuller irão se encontrar com os executivos da Fox em Los Angeles para finalizar a renovação do American Idol até 2014, que está em negociação desde Setembro.

Sillerman adicionou que essas negociações estão sendo “torturantemente longas” e apontou as tentativas de acordo da Fox com Simon Cowell como um fator responsável pelo atraso nas negociações. Embora pontos-chave do contrato já estejam acertados, ainda há discussão relativa a uma questão da transmissão ao vivo que ele não entrou em detalhes, mas Sillerman espera que sejam acertados rapidamente.

Outra questão ainda em aberto é relacionada ao salário do apresentador Ryan Seacrest. Embora Seacrest tenha renovado no ano passado seu contrato de disponibilidade com a CKX/19 até 2012, a empresa está em processo de negociação com a Fox e a Freemantlemedia para uma compensação de que parte do salário pago a ele venha de seus parceiros diretos ou que sejam futuramente reembolsados ao apresentador. A empresa pagou a Seacrest uma quantia de 22.5 milhões de dólares para o fechamento do acordo e mais 22.5 milhões adicionais em parcelas mensais, somando um total garantido de 45 milhões de dólares para o apresentador.