American Idol: S10E32 – Top 5 Performances

A competição aperta mais um pouco quando os cinco candidatos restantes sobem novamente ao palco para performar duas músicas cada. Sob a supervisão de Sheryl Crow e Jimmy Iovine, cada candidato apresentou uma canção atual e uma lançada nas décadas d 60 ou 70.

Para os comentários desta semana convidamos Andrey Lehnemann, jornalista, mora em Florianópolis e assista ao programa desde a sua temporada. De Curitiba vem Milena Ravanello, de 17 anos, e que vê o American Idol desde a sua sexta temporada. Além dos dois, temos claro o nosso comentarista fixo Felipe Ferreira.

Acompanhe conosco as performances da noite!

James Durbin – Close To The Edge (30 Seconds to Mars)

[media id=1125 width=630 height=380]

Felipe: Bom, depois de me impressionar na semana passada, essa semana ele não fez um bom trabalho. Voltou a desafinar bastante e fazer vocalmente uma apresentação bem regular e muito genérica. Não conheço a música pra falar se teve alteração de arranjo ou se ficou melhor ou pior, mas eu não gostei.

Andrey: 30 Seconds to Mars na voz de James. Ótima escolha. Apostou nos agudos e foi bem. Figurino excelente, começou um pouco nervoso e mostrou seu potencial no decorrer da música. A música é muito bonita e ele passou sentimento. Um começo contido, mas um bom começo de noite!

Milena: OOOOOOOOOOW JAMES I LOVE YOU. achei perfeito, como sempre! apesar de que quando soube que a música era Closer To The Edge, pensei hmm, será? mas aaaa não tem como não gostar do que durbiniano que ele deu pra música =D achei que ele começou meio devagar, mas ganhou força no refrão, foi lá na plateia, deu seu típico grito final e arrasou! Ótimo começo.

Jacob Lusk – No Air (Jordin Sparks feat. Chris Brown)

[media id=1126 width=630 height=380]

Felipe: O. QUE. DIABOS. FOI. ISSO? Que coisa horrorosa que ele fez com a música, que já não é lá um primor, mas ele conseguiu desafinar totalmente, com um tom que ficou totalmente bizarro. Cagou TUDO. Vai pra casa pelo amor de deus, Jacob!

Andrey: Sério, Jacob? Jordin? Jordin? Foi como estar em uma balada ouvindo Gospel? A voz foi bem controlada, acertou as notas, mas foi totalmente sem sentido. Um momento estranhíssimo. Não teve nenhuma presença de palco. Os backing vocals não se sobressaíram dessa vez e isso foi um ponto positivo, mas é fraco para um TOP 5.

Milena: hmmmm, realmente não gostei do Jacob cantando Chris Brown e olha que ele sempre foi um dos meus preferidos! adorava o estilo diva dele, de gritar do começo ao fim da música, depois ele foi caindo tanto! Não sei, talvez ele saia dessa vez, ele começou mal, parecendo que estava sem ar -há- e desafinou no refrão, além da dancinha que vou te contar, hein. Está no bottom, com certeza, mas vamos ver o que dá na próxima música.

Lauren Alaina – Flat On The Floor (Katrina Elam)

[media id=1127 width=630 height=380]

Felipe: A Lauren tem uma voz boa e todo mundo já sabe, e ouso dizer que essa apresentação dela, vocalmente, foi bem superior ao normal. Mas aí você olha pra cara dela de peixe morto durante a apresentação e broxa imediatamente. Cadê a simpatia, carisma e vontade de cantar? Sem isso nenhum artista sobrevive. Ela tem que aprender a se apresentar pra ontem, e eu digo isso desde sempre.

Andrey: Esse é o caminho que eu acho que Lauren tem que seguir: Carrie Underwood. Apesar disso, faltou ar na música. Parecia que ela estava sempre tomando folego para garantir as notas e não desafinar. Foi uma apresentação sexy, ela é linda, mas ainda falta um pouco mais para chegar no grande momento. Talvez com uma música mais intimista.

Milena: Adoreiiii! Super confiante, super poderosa, arrasou! Confesso que não é uma das minhas favoritas, mas mandou muito bem. Só acho que foi bem previsível essa apresentação, não saiu da tal zona de conforto… mas foi bem, acho que continua sim.

Scotty McCreery – Gone (Montgomery Gentry)

[media id=1128 width=630 height=380]

Felipe: Foi melhor do que o normal, pelo menos. Mas eu já enjoei da voz dele. Ele não tem variação de voz e isso me deixa totalmente nervoso. O problema dele nem tá sendo tanto mais as escolhas de música, que pelo menos essa semana melhoraram, mas sim não tem muito alcance pra fazer coisas diferentes. Eu já enjoei.

Andrey: Queria que ele cantasse algo mais Tim Mcgraw, mas foi ok. Os idols quiseram pegar uma canção mais agitada para depois proporcionar um momento mais marcante pelo sentimentalismo. Não sei se é bom ou não. Scotty ficou no mesmo clima de apresentações passadas. O que é provável que garanta ele para o TOP 4.

Milena: Pra ser bem sincera, eu já tinha cansado do Scotty. confesso que era louca por ele, sempre amei o seu timbre, mas ele cantava sempre a mesma coisa, foi ficando chato. Achei que semana passada ele deu uma melhorada, e nessa foi melhor ainda! Mostrou que pode cantar uma musica mais agitada, não sei, simplesmente gostei. não superou a haley, mas também não foi o pior. Vamos aguardar a próxima música!

Haley Reinhart – You And I (Lady GaGa)

[media id=1129 width=630 height=380]

Felipe: Bastante arriscado pegar uma música que pouca gente conhece, mas ela conseguiu acoplar o estilo da GaGa na voz bem distinta da nossa querida Haleão, e fez uma apresentação muito boa. Não teve o wow factor da semana passada, mas mesmo assim conseguiu ser bastante boa.

Andrey: Se alguém poderia cantar Lady Gaga esse alguém é a Haley. A música escolhida foi perfeita e proporcionou um dos seus grandes momentos no show. Que presença de palco, a parte da escada foi magnifica. Ela é linda, sexy e tem uma voz que só aumenta no espectador uma paixão indescritível. A melhor apresentação da noite até o momento e possivelmente do TOP 5.

Milena: Sem dúvida, a melhor apresentação até agora! Haley arrasooou cantando Gaga, mesmo não sendo uma música tão conhecida, e mesmo eu jurando que ela ia cantar Sheryl, mas aaaa foi tão poderosa que ficou legal com ele. Só tenho uma crítica: a roupa. Não gostei do figurino. Mas do resto, perfeita! Até entendo por que os jurados reclamaram, mas nem foi pra tanto, né gente.

James Durbin – Without You (Mariah Carey)

[media id=1130 width=630 height=380]

Felipe: Levando em conta que ele cantou a música toda segurando o choro (mesmo que tenha chorado um pouquinho sim), foi uma apresentação muito melhor que a anterior, pelo menos essa ele fez com muita emoção! Bastante esperto da parte dele, até, saindo um pouco do sentimental e indo pelo racional, isso vai fazer com que ele ganhe muitos votos! Só ia ser fatality se ele cantasse “Ken Lee”.

Andrey: Musica cantada com sentimento e de maneira intimista, com uma voz como a do James, é uma combinação vitoriosa. O olhar emocionado do cantor também emociona a audiência e é isso que o James fez: colocou um pé na final do programa. Apesar de uma ligeira desafinada no refrão, foi uma das melhores apresentações dele e isso já é muito.

Milena: Chorei. pra começar, só com aquele depoimento no vídeo, falando da família já me deixou com os olhos cheios d’agua. Aí vem ele e canta com tanta emoção que deixou a música tão boa de ouvir! Se esse cara não for pra final, ou melhor, se não ganhar o AI, não sei mais o que esse povo quer! Não foi a melhor apresentação dele, mas foi boa o bastante pra deixá-lo na competição! GO JAMES GOO!

Jacob Lusk – Love Hurts (Nazareth)

[media id=1131 width=630 height=380]

Felipe: Finalmente uma apresentação boa dele! Já ia dar mute, mas esperei pra ver a única apresentação decente que ele fez desde “God Bless The Child”. Ainda fiquei meio tenso com as caras e bocas, mas pelo menos vocalmente foi muito superior a o que ele vinha fazendo. Mas mesmo assim, espero que ele saia.

Andrey: A voz dele tem um alcance invejável e ele tem um ótimo controle de voz, mas deu uma pequena falhada no meio da música. Cantou a música com sentimento, mas acho a música maior que ele. REM, talvez, ficaria melhor na voz do James, não na voz do Jacob. Transformou uma música sensível e com força em algo melodramático demais. Melhor fazer as malas!

Milena: Ai, Jacob! o que fazemos com você? Vai super mal na primeira, começa bem a segunda, mas aí começa a desafinar e fazer tudo errado! Pra não dizer que foi totalmente ruim, o final foi lindo! Não sei mais o que pensar! Foi melhor do que a primeira apresentação sim, mas aaaa não sei, ainda acho que dessa vez é ele quem sai. Uma pena, adoro ele!

Lauren Alaina – Unchained Melody (The Righteous Brothers)

[media id=1132 width=630 height=380]

Felipe: Pode não ter sido a melhor apresentação dela, mas dessa vez ela conseguiu atingir o patamar vocal que eu sempre soube que ela tinha capacidade, nas partes que ela cantou com mais força. O erro dela é que ela tinha que pegar essa força e cantar uma música mais forte, e não uma coisa bonitinha. Ela tem que aprender a ser mais mulher, porque é isso que o público vai notar mais. Mas foi uma boa apresentação.

Andrey: Aí está! Intimista, música que pode explorar o potencial dela. Foi sensível, a voz dela passa realmente uma vulnerabilidade. As mudadas de tons foram perfeitos, os melismas. Finalmente, teve um grande momento. Well done!

Milena: Sim, eu sou cafona e adoro essa música, então já foi meio caminho andado pra gostar da apresentação da Lauren! Mas não sei, acho que ficou faltando alguma coisa, ela estava meio insegura na hora das notas altas, dava pra ver que ela tava se segurando! e também não consigo para de imaginar a Pia cantando essa música! enfim, foi uma ótima apresentação, a música ficou linda na voz dela, não sei, foi fofo, é isso! Hehauehauheua

Scotty McCreery – You Are Always On My Mind (Elvis Presley)

[media id=1133 width=630 height=380]

Felipe: Que bosta. Daquelas bem moles. Ele não tem extensão vocal nenhuma pra cantar o que deveria, ele fica semitonando pra sempre e fica muito, mas muito ruim. Eu amo essa música, e ele conseguiu estragar tanto que me deu raiva. Aprende a cantar, por favor, não estraga mais as coisas não! Sério, não sei quem eu mais quero que saia, ele ou Jacob.

Andrey: Soube explorar de forma excelente o seu limite vocal. Ele me passa uma sensação George Strait, sei lá. Sabe explorar o seu território e apesar de muitas vezes cantar as mesmas músicas é sempre com competência. Gosto muito da música e gostei da performance, apesar das limitações.

Milena: E não é que eu gostei? A voz dele combinou muito com essa música e foi muito bom de ouvir! A única coisa é que não foi um desafio pra ele, e talvez isso possa ser um motivo pra não votarem nele, então pra mim é um possível bottom, mas não acho que ele saia.

Haley Reinhart – The House Of The Rising Sun (The Animals)

[media id=1134 width=630 height=380]

Felipe: ANIMAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAL!!! Se o Osama não tivesse sido morto Domingo, ele ia morrer ouvindo a Haleão! Arrasou de vez com a cara da competição com essa! Achei super bonito a parte a capella e foi absurdamente perfeito a medida que cresceu! Rosnou sim, e com orgulho! Vocalmente e presentation maravilhosos!! Virei muito mais fã do que eu já era, se isso é possível! Estados Unidos, salva ela pelo amor de deus!

Andrey: Aí, essa voz dela me mata de emoção. Esse banco central no meio do palco foi excelente, assim como quando ela começa com a banda. Foi perfeito! A voz chegou em todas as notas. Merece ficar. Pelo amor de Deus América, votem nessa guria!!! Foi de longe, a melhor da noite nas DUAS músicas! Impecável! Casey, se não casar, eu caso!

Milena: Gente, o que fizeram com a Haley hoje? Não me lembro dela ser tão boa assim EHUAHEUAHE’ achei um ótimo começo, só com a voz, e depois entrou a banda, a Haley explodiu no palco! AAAAARRASOU. Acho até que se fosse toda a capella seria ainda mais incrivel! E retiro o que disse, ESSA FOI A MELHOR DA NOITE =DD hm, será que teremos Haley e James na final? nNão sei vocês, mas eu ia amar.

Nossos jurados escolheram:
Top: Haley (3 votos), James (3 votos)

Bottom: Jacob (3 votos), Scotty (2 votos) e Lauren (1 voto)