S13E34

American Idol XIII: S13E34 – Top 4 Performances

IdolTop4Nesta Quarta (07/05) às 21h na FOX dos Estados Unidos, tivemos as apresentações do TOP 4 do American Idol XIII, sob o comando do veterano Ryan Seacrest e com Keith Urban, Jennifer Lopez e Harry Connick Jr no painel de jurados desta edição.

O tema das performances desta semana no programa é “Break-ups and Make-ups“, ou seja, os candidatos deverão cantar duas canções românticas cada um – uma sobre separação e outra felicidade de amar.E durante e ao término das apresentações, os finalistas do programa serão julgados pelo público presente na platéia e em casa, que votam na internet e por telefone para deixarem seus favoritos no show. O resultado da votação será anunciado na noite desta Quinta (08/05), quando um dos participantes deixará a competição. Pra quem vai sua torcida?

Deixem suas opiniões e aproveitem para ver (e rever) os principais momentos do show nos players abaixo! Quem vai ser eliminado? Quem serão os finalistas? Quem será o novo American Idol? Venha acompanhar conosco toda jornada em busca de uma nova estrela, seguindo nossos perfis no Twitter (@AmericanIdolBR) e no Facebook (facebook.com/AmericanIdolBR). Lá, estaremos divulgando os links que transmitem o show, além de poder conversar com outros fãs do programa. THIS IS AMERICAN IDOL!!!

MELHORES MOMENTOS

Caleb Johnson – You Give Love a Bad Name

Maira: Mesmo antes de assistir as apresentações, havia achado as escolhas musicais tanto do Caleb quanto do Alex bem previsíveis. A diferença é que o Caleb sempre entrega ótimas performances, principalmente na questão vocal. You Give Love a Bad Name não foge à regra, foi uma apresentação competente, porém bem similar ao que ele fazia no início dos lives, sem acrescentar nada ao que sabemos que ele pode fazer.
Tiagão: Foi dentro da área dele então já era esperado que ele fosse fazer algo bom. Achei algumas coisas forçadas e até certo ponto datadas. Mas o ótimo vocal e a presença de palco mostro que ele tem, estavam lá.
Laura: Isso foi o maior nível possível de datado ahaahha E esse cabelo bem Bon Jovi anos 80 mesmo? Achei uma performance muito competente mas que não foge do que o Caleb tem feito desde o começo do programa… é confortável, mas não é wow.
Rich: Laura falando o que eu já estava correndo para dizer, o Caleb datado dando as caras de novo, era uma época que eu o criticava bastante, mesmo assim foi bom para o seu padrão e como são três apresentações, tem outras duas para fazer ainda melhor. Nessa digo que foi bem na média :)

Jessica Meuse – Since U Been Gone

Maira: Escolha completamente errada pra ela. A além do problema da comparação inevitável com KC (o que não faz bem pra ninguém), essa música requer um poder vocal e uma energia que a Jessica não possui. Os vocais ficaram bem medíocres e a interpretação deixou muito a desejar. Jessica começou com o pé esquerdo, se colocando em uma situação difícil.
Tiagão: Olha, até a Reba Mcentire naquele ótimo dueto com Kelly consegue ser mais animada que a Jéssica. Essa música pede força e uma presença marcantes, coisas que a Jessica não tem. Ela já não tem isso e me vem plantada com sua violada e fazendo aquela cara de paisagem. Assim não da. O que ela estava cantando não se refletiu na maneira como ela se portou no palco. Escolha errada. Pra não falar que não gostei nada, o arranjo e os vocais estavam bons.
Laura: Todo mundo que quiser cantar essa música deveria repensar 5 vezes e desistir. É muito difícil se equiparar a Kelly e a música é tão conhecida que é impossível não lembrar da versão original. Eu até gostei de momentos do arranjo mas fui ouvir a original logo depois e não tem como comparar.
Rich: Jessica, não rolou! Quando vi a escolha já comentei no grupo do The X Factor no Facebook (Temos post para o AI lá :D) que não achava que ela teria voz para isso, ficou muito anasalado e ainda por cima o timbre enjoativo apareceu. Ela não é nenhuma KC, e nem tem preparação para uma música assim. Tudo errado!

Alex Preston – Too Close

Maira: Concordo que foi a melhor apresentação dele… e por sinal, foi a melhor escolha pra mandar pro itunes. Essa música é ótima, casou muito bem com seu timbre, o arranjo não ficou too lounge, e apesar de não pedir muito, o Alex entregou uma boa apresentação, mas para mim, a essa altura está mais do que evidente, quando você compara a melhor apresentação do Alex e as dos demais participantes, que ele já chegou ao limite do que tem a oferecer.
Tiagão: Combinou com a voz e acabou sendo o melhor momento dele na noite. Mas tudo foi igual, tudo foi sem graça e sem impacto. Mas é isso que vai vencer a temporada. Os outros 03 pelo menos se arriscaram aqui e ali mostrando versatilidade, coisa que ela não fez aqui e nem na temporada inteira.
Laura: Achei que ia cair no sono e olha que estou com uma coca-cola do meu lado. O Alex tem alergia ao risco? Em uma noite com 3 performances ele pode aproveitar pra arriscar e mudar as expectativas, ainda mais na primeira música – que dá espaço para redenção. Mas né, é isso aí. Isso é o que overpraising causa nos candidatos… Mas sei lá, a song choice é boa e a voz dele combinou.
Rich: Dentre o que o Alex vem trazendo semanalmente essa não foi uma má escolha, foi algo bem legal, mesmo não se arriscando ou querendo nos dar orgulho e coisa do tipo. Fez algo dentro do que quer, só que dessa vez foi legal.

Jena Irene – Heartbreaker

Maira: Acho incrível como ela tem evoluído ao longo do programa tanto vocalmente e como performer. Ela domina o palco sozinha, sem precisar fazer um monte de coisas, mas com uma presença de palco monstruosa e esses vocais maravilhosos que não decepcionam. A única coisa que eu gostaria de melhorar nessa apresentação era o figurino, mas sem dúvidas, ela saí na frente na primeira rodada.
Tiagão: Ela realmente se encontrou durante a temporada. De oscilações durante as primeiras semanas, ela passou a ser consistente e sempre deixando sua marca em tudo que fez. Mostrou presença, mostrou força, mostrou voz. Os problemas de falta e ar estão diminuindo aos poucos, fruto da boa evolução demonstrada por ela até aqui. Música certeira e matadora. Mais um ótimo momento dela na noite.
Laura: RAINHA DO ROCK. Ai como é delicia ver a Jena se apresentar. Ela não só comanda o palco como consegue manter esse vocal perfeito durante todo o tempo. Não tem pra ninguém.
Rich: Encerrando a primeira rodada e sendo a melhor disparada, essa a Jena! \o/ Nem sou de gostar do estilo rocker e tal, mas ela vem fazendo muito bem o seu trabalho, essa apresentação já deu o gostinho de querermos mais e mais nas outras duas performances \o/

Caleb Johnson – Travelin’ Band

Maira: Uma das coisas que é preciso dar créditos ao Caleb é que ele tem conseguido mostrar diversidade dentro do seu próprio estilo, o que não é fácil. Essa apresentação soou e teve uma energia bem diferente da primeira, sendo tão bem executada quanto. A trajetória do Caleb não deixa dúvidas do quanto merece estar na final.
Tiagão: Energia fantástica. Excelente escolha de música. Presença, voz, música. Tudo certo. Por mais que eu não tenha gostado das suas declarações durante a semana, é inegável que ele merece ir pra essa final. Sempre constante, com ótimas apresentações, ousando em algumas escolhas e mostrando versatilidade.
Laura: Esse é um datado bem mais legal, que ele não fez nessa temporada (não que eu me lembre ao menos). Foi uma boa performance, ele conseguiu mostrar muita presença de palco e animar o público. Comparando com a primeira, parece que ele está tentando mostrar coisas diferentes, o que é importante.
Rich: Adorei essa apresentação e toda a energia que o Caleb passou, foi algo que deu para contagiar e deixar todos animados e querendo mais também :) Superou sua primeira apresentação, sem dúvidas.

Jessica Meuse – So What

Maira: Se a primeira música da Jessica foi uma escolha equivocada, essa foi um desastre completo. A apresentação foi sofrível. Literalmente, sofri pra assistir até o final. Não sei o que o que foi pior, os vocais fraquíssimos, ela totalmente desengonçada no pedestal (NO PEDESTAL!) e fora dele, ou a completa e total ausência da personalidade necessária pra interpretar essa canção. Sinto muito em dizer isso, mas se Jessica sair hoje (e ela merece) só tem a si mesma para culpar.
Tiagão: Poderia ter cantando sem o pedestal o tempo todo, teria feito mais sentido. Pra mim foi a melhor dela na noite. Dentro das suas limitações de presença e pelo peso de ter cantado Pink, podemos classificar essa apresentação como uma vitória pra ela. Gostei do palco montado, ela estava linda, bons vocais. Foi uma escolha arriscada que pra mim valeu a pena.
Laura: Achei essa escolha um tanto engraçada. Sinto que ela escolheu pra jogar na casa de J.Lo que ainda tá ali ahahahah Essa performance precisaria de mais movimentação e atitude de palco, mas acho que serviu mais como um ‘você teve que me engolir’ para os jurados. E nesse sentido, parabéns.
Rich: Jessica ainda não veio na sua melhor noite, e olha que foi melhor que a primeira, mas ainda longe de ser algo totalmente bom. Tiveram bons momentos como um pouco no refrão, no tempo que ficou mais descontraída no pedestal, só que para o nível que estamos vendo, ela ficou um pouco distante – Principalmente porque tirando ela só Alex deveria sair, e como está difícil…

Jena Irene – Bad Romance

Maira: Essa apresentação veio pra nos lembrar que Jena não tá aí para fazer cover ou ficar no lugar comum. O arranjo ficou fantástico e mais uma vez ela dominou o palco, os vocais, a música. Pode não ter sido tão empolgante quanto as outras duas apresentações dela (que foram excepcionais), mas foi bem superior ao que essa edição está merecendo..rs.
Tiagão: Foi a apresentação dela “menos excelente” da noite. Mais uma vez deixou sua marca na apresentação. Deixou tudo do seu jeito com um arranjo muito bom. Das 3 apresentações essa foi a que teve menos impacto. Mas mostrou consistência e mais uma vez saiu da zona de conforto escolhendo Gaga.
Laura: Mas gente, Jenão é muito a rainha do risco na temporada. Que versão é essa? Uma coisa meio electro rock que ficou ótima na voz dela e acho que funcionou com a música essa semana… Jena não descansa nos elogios, ela sempre se esforça pra trazer coisas diferentes e mostrar que faz de tudo. Fearless.
Rich: Não gostei tanto assim, mas é louvável como a Jena vem tentando surpreender e mostrar que pode trazer músicas para o seu estilo, o refrão mesmo ficou muito bom e como não somos acostumados no primeiro impacto estranhamos. Ainda prefiro sua primeira apresentação.

Alex Preston – I’m Yours

Maira: Essa foi provavelmente uma das apresentações mais bland e safe da temporada (reflitam!). No tom, no arranjo, até no timbre, Alex não acrescentou NADA com a essa música. Prefiro ver alguém arriscando e falhando do que se acomodando dessa forma. É frustrante ver isso acontecer a essa altura da competição.
Tiagão: Ué, o senhor fodão em mudanças de arranjos não soube fazer nada com essa música? Foi um cover bem estilo barzinho da versão original. Não gostei da escolha de música. Em noite com 03 escolhas , onde o candidato poderia mostrar todo o seu leque de variedades, ele me vem com 03 apresentações idênticas e sem graça. Passo.
Laura: Isso foi muito cantor cover do Mraz. Faltou originalidade, o que é engraçado porque esse é o grande elogio dos jurados para o menino. Segunda performance e ele só aumentou o tempo da música… Então… é isso aí né? Um beijo pra Jilian, what a catch!
Rich: Nossa, que coisa morna, foi Ok só que não acrescentou em NADA, depois de uma Jena cantando “Bad Romance” mudando tudo, vem o Alex e mostra o quão previsível pode ser

Caleb Johnson – Maybe I’m Amazed

Maira: De longe, melhor apresentação do Caleb na noite e talvez um dos melhores momentos dele na temporada. Escolha extremamente bem feita e melhor ainda executada. Que bom que o talento do Caleb compensa as besteiras que ele fala, porque ele eleva consideravelmente o nível dessa edição.
Tiagão: Escolha deliciosa. Foi perfeita para seu timbre. Mostrou mais um vez o seu super vocal e uma interpretação forte sem exageros. Um dos melhores momentos dele dentro da competição.
Laura: Só quero dizer mil vezes o quanto eu amo essa música. É linda e uma escolha perfeita para o Caleb. Dá pra mostrar vocal mas é diferente o suficiente das outras duas… não causa estranheza, mas é uma delícia de ouvir. Adorei a versão dele.
Rich: ADORO essa música e ela volta e meia tá dando as caras do AI, foi muito melhor que as outras duas apresentações e eu gostei muito, achei a melhor dele da noite, mesmo sendo uma música que não dê para fazer muita coisa, dá para mostrar competência, e o Caleb fez isso.

Jessica Meuse – You and I

Maira: Esperei muito dessa apresentação, porque sabia que tinha tudo pra ser ótima e, felizmente, dessa vez a Jessica não me decepcionou. É exatamente esse o seu estiloe o que faz de melhor. You and I já tem algumas versões country, mas acho que essa foi a melhor que escutei. Ela soube mostrar seus pontos fortes e parecia bem mais confortável com a interpretação. Com todas as limitações que a Jessica tem, é preciso destacar como é admirável a quantidade de riscos que ela correu ao longo da competição, o que foi bastante pra ganhar muitos fãs.
Tiagão: Música que mesmo sendo pop pode facilmente ser cantada no estilo dela. A cara de paisagem estava na parte inicial da música, mas melhorou no final. Gostei da voz rasgada que ela fez no refrão, deu um up na apresentação. Foi um bom momento, mas escolher Kelly, Gaga e Pink , 03 artistas com personalidades musicais fortes, é pedir pra sair.
Laura: Foi a melhor dela da noite. Essa música é muito boa e combina com o estilo de voz dela. O arranjo ficou ótimo e foi uma bela apresentação. Confirmando as expectativas – e os sonhos de J.Lo dela sair logo, a Jess pode se orgulhar da performance final dela.
Rich: Gaga adorou duas músicas essa semana no programa hein? Foi a melhor das três Jessica e ainda bem, ela tava precisando fazer algo bom na noite, algo mais a cara dela e mais na sua linha, já que quando arrisca vai fundo e não analisa se o risco é viável né?

Jena Irene – Can’t Help Falling in Love

Maira: Que apresentação MARAVILHOSA! Jena só me mata de orgulho e emoção. Interpretação super sensível e, ao mesmo tempo, cheia de personalidade. Foi tocante sem nenhum tipo de apelo, apresentou vocais extraordinários e mais uma vez arriscou e arrasou. Se alguém não está convencido que ela merece ganhar esse programa, eu não sei o que pode convencer. Deixo minha Standing Ovation aqui registrada.
Tiagão: A versão ficou ótima. Todos sabem que a Jena tem um pouco de dificuldade nas partes mais graves das músicas. Essa música seria um risco, pois a versão original é cheio de armadilhas. Eu disse seria!. Jena foi inteligente, colocou sua marca na apresentação. Adaptou tudo ao seu timbre e modos de cantar e fez algo pra se destacar na noite e na temporada. Ficou excelente.
Laura: ZEROU A TEMPORADA. Todo mundo pode ir embora e deixar o título pra Jena pra ser justo. Jenão é rainha do rock, do electro rock, do piano, das notas, ela faz tudo… só precisa confirmar o reinado do Idol.
Rich: Que maravilha! Jena foi a que melhor aproveitou suas três apresentações para mostrar um pouco de quase tudo que vem fazendo na temporada.

Alex Preston – Yellow

Maira: ÓTIMA MÚSICA. Vê-se que o Alex tem um gosto muito bom e eu tenho impressão que vou gostar bastante do álbum dele (se um dia for lançado), mas não é aquela coisa que você quer ouvir o tempo todo, porque depois de um tempo soa tudo igual. Esse é o problema do Alex no American Idol. Nós vimos que ele é talentoso e capaz de rearranjar as músicas e até interpretar letras intimistas, mas é isso.
Tiagão: A única coisa boa nessa apresentação: a escolhe de música. Não trouxe nada de novo, foi repetido, com as mesma nuances de voz, o mesmo arranjo, a mesmo vilão, a mesma cara de bolação. TEREM ESSE GAROTOOOOOOOOO.
Laura: Alex sempre a mesma coisa e ainda tem que seguir a performance da Jena. Quase tive pena mas não tenho mesmo… Já chegou até aqui nesse estilo ai nunca que ia mudar né? Mas foi beneficiado nessa apresentação porque a música é muito boa. Mas nossa que preguiça. 3 performances na noite e vem essa diversidade toda.
Rich: Ai gente, cansei, vi três apresentações IGUAIS do Alex e depois dessa da Jena não tem como aceitar que ele vencerá. Por mim seria facilmente eliminado nesta Quinta.