S13E20

American Idol XIII: S13E20 – Top 10 Performances

IdolTop10Nesta Quarta (19/03) às 21h na FOX dos Estados Unidos, tivemos as apresentações do TOP 10 do American Idol XIII, sob o comando do veterano Ryan Seacrest e com Keith Urban, Jennifer Lopez e Harry Connick Jr no painel de jurados desta edição.

O tema das performances desta semana no programa sào músicas que estão ou estiveram no “Top 10” da Billboard 100, principal parada de sucessos nos EUA. E durante e ao término das apresentações, os finalistas do programa serão julgados pelo público presente na platéia e em casa, que votam na internet e por telefone para deixarem seus favoritos no show. O resultado da votação será anunciado na noite desta Quinta (20/03), quando um dos participantes deixará a competição. Pra quem vai sua torcida?

Deixem suas opiniões e aproveitem para ver (e rever) os principais momentos do show nos players abaixo! Quem vai ser eliminado? Quem serão os finalistas? Quem será o novo American Idol? Venha acompanhar conosco toda jornada em busca de uma nova estrela, seguindo nossos perfis no Twitter (@AmericanIdolBR) e no Facebook (facebook.com/AmericanIdolBR). Lá, estaremos divulgando os links que transmitem o show, além de poder conversar com outros fãs do programa. THIS IS AMERICAN IDOL!!!

MELHORES MOMENTOS

MK Nobilette – Perfect (Pink)

Tiagão: Ser a primeira da noite e ainda cantar desse jeito? Sei não viu. Cantar Pink já é difícil e esse música então nem se fala, pois tem uma carga emocional muito grande. O arranjo não favoreceu muito a voz dela, diferente do que aconteceu na semana passada. E essa interpretação não convenceu. Essa de ficar pra lá e pra cá pegando nas mãos das avulsas que ficam no palco foi bem qualquer coisa. E ainda errou na última passagem de refrão. Não foi a noite dela.
Laura: Ai, eliminem logo a menina porque ela queria estar em qualquer lugar menos nesse palco. A escolha de música não foi boa pra voz dela, que não é forte e não combina com músicas de explosão. Se ainda tivesse alterado para um arranjo pedante, mas nesse estilo não funciona. Quando ela errou achei que fosse jogar o microfone e sentar no chão, de tão desinteressada que parecia.
Rich: Certeza que essa era a melhor opção de escolha para você essa semana, MK? Mais uma escolha errada, se salvou escolhendo bem semana passada, mas o saldo não está positivo, continua sendo muibo abaixo da média, o que é uma pena, até errando entrada tá, tenso. Sua eliminação não seria surpresa, talvez sua permanência seja. OBS: Precisar ferrar o cabelo toda semana agora?

Dexter Roberts – Cruise (Florida)

Tiagão: Laura: RALA SUA MANDADA rsrsr. A música é realmente qualquer coisa, mas eu gosto rsrs. Me deixa. Tinha tudo pra botar fogo no palco, pois a música escolhida lhe possibilitava isso. Mas o que ele fez? Deixou tudo sonolento, avulso e sem graça. Não tem presença e foi muita VA ver ele bancando o gatinho segurando na mão das avulsas. Por falar nisso, segurar as mãos das avulsas foi frequente na noite de ontem.
Laura: Essa é possivelmente uma das piores músicas já escritas em todos os tempos. E claro que fez muito sucesso por lá. O Dexter não tem presença de palco, mas nas outras semanas isso não ficava em foco pelas escolhas musicais e de staging. Mas ele sozinho cantando uma música agitada prova que ele não sabe o que fazer. Foi muito chato e nem teve um vocal diferente porque a música não permite. Foi totalmente cantor de karaoke. E eu quis dormir.
Rich: Que apresentação digna de fase incial de tão fraquinha, se fosse uma audição de X Factor que tem o arranjo na música, não sei muito se seria aprovado, ficou tão fraco, tão sem presença de palco, tão esquisito que beirou o ruim. Não vi evolução nenhuma, foi uma performance para se listar defeitos.

Jena Irene – Clarity (Zedd feat Foxes)

Tiagão: Estava com muita espectativa com relação a apresentação da Jena nessa semana. A música foi bem escolhida, mas acabou sendo mediado. Foi condizente com a idade dela, mas poderia ter sido bem melhor. Não gostei do arranjo, poderia ter feito algo que volorizasse mais o timbre dela. Tudo ficou corrido, faltou ar e a voz dela em algumas partes foi engolida pelo arranjo. É o timbre de voz que mais curto na competição, mas ele está sendo mal aproveitado.
Laura: Pra começar o visual estava lindo! Combinou com a música e o estilo. Acho que o grande diferencial dessa apresentação foram os vocais. Estou doida pra ouvir o estúdio porque ela fez umas variações muito interessantes na música. O arranjo foi perfeito pra mostrar o que ela consegue fazer vocalmente. Músicas assim não são o forte da Jena, mas não tem como negar a força vocal dela.
Rich: Depois da semana passada, onde mostrou que tem rumo e nem tudo estava perdido, confesso que esperava mais da Jena. Gostei da escolha em partes, mas essa coisa meio dance aí para ela não é muito bom, ela precisa mesmo de um mentor para orientá-la em escolha e tal, e o Randy não é a pessoa certa para isso. Uma observação é que ela está ficando parecidíssima com a Jennel Garcia, essa semana então :O

Alex Preston – Story of My Life (One Direction)

Tiagão: O canditado mais correto em termos de escolhas de música, vem e escolhe 1D. Saiu da zona de conformo tentando algo diferente. O começo foi ótimo, estava curtido. Mas quando chegou no refrão a música perdeu força, muito em conta do arranjo. Mas o saldo final foi positivo. Ele é o mais consistente até aqui, sempre correto em suas apresentações.
Laura: Até chegar no refrão eu estava amando muito essa versão Mumford & Sons de 1D. O arranjo estava fazendo sentido e combinou muito com o estilo da música e a voz dele, mas acho que o refrão deixou a música um tanto perdida, ficou muito agitado muito rápido. Mas ainda assim foi uma ótima apresentação, alguém só precisa ajudar esse menino com essas caras né? Já é feio, ajuda a gente moço.
Rich: Pelo menos não podemos criticar que fez uma escolha óbvia do estilo dele né? Deu até para conseguir uns votos de Directioners, mas não tem beleza para conseguir um apoio maior delas /bitch. Nâo tenho muito que dizer não, fez mais uma boa apresentação, eu gostei, procurarei a versão em estúdio (que finalmente começaram a fazer) e ouvirei mais vezes. Tá trilhando de maneira muito fácil sua vitória.

Malaya Watson – When I Was Your Man (Bruno Mars)

Tiagão: Malaião já começou com a difícil tarefa de fazer algo que pelo menos chegasse perto da apresentação da Candice ano passado. É a versão em estúdio que eu mais gosto e uma das melhores apresentantações dela. Aqui foi tudo exagerado, caras e bocas desnecessárias e vocalmente foi apenas correta. Os arranjos dessa noite estão fracos. Cadê o diretor musical desse programa gente? Bom, sempre que vejo esse comercial lembro da Malaião e sua constante mudança de cabelo [VIDEO]
Laura: Assim que vi que ela ia cantar essa música eu senti calafrios. Porque não tem como não comparar com a apresentação da Candice ano passado que foi uma das melhores da temporada – justamente uma em que o Harry era o mentor. Por fim eu achei que a Malaya conseguiu se diferenciar sim e controlou bem os vocais. Ela falou antes que não se identificava com a música e ia buscar inspiração. Isso só leva a exageros de interpretação, ela fazendo as caras de drama de sentimentos que ela só imagina como podem ser…. Mas pelo menos ela tenta, diferente dos nossos amigos lá do começo do programa.
Rich: Primeiramente, essa música já deu o que tinha que dar em reality shows musicais, CHEGA MINHA GENTE! Não aguento mais o tema de Bruno e Paloma, sério! Pois bem, Candiva fez o meu estúdio favorito com essa música, uma das minhas apresentações favoritas do ano passado e a Malaya veio tentar se redimir com Bruno Mars do desastre do Top 12. E conseguiu, mesmo sendo “crua” essa versão ficará ainda melhor num futuro não tão distando quando crescer, gostei de como foi dividida e ainda tivemos direito a JLo se arrepiando, aproveitando que a câmera estava nela HAHAHA.

Caleb Johnson – The Edge of Glory (Lady Gaga)

Tiagão: Primeiramente: em que universo esses jurados habitam? Como podem amar o lixo da semana passada e criticar a delícia dessa semana? Tá difícil viu. Quando saiu a lista das músicas eu já imaginava que a música casaria com a voz dele. Só não imaginava que ele viria com uma proposta tão boa. O arranjo estava ótimo, ele fez uma interpretação no ponto, sem exageros, sem caras e abusos vocais desnecessários. Sem dúvidas o melhor da noite. O estúdio disso deve ter ficado maravilhoso!
Laura: Essa é uma das melhores músicas pop já lançadas e tem muita força vocal, então por mais que seja uma escolha diferente pro Caleb ainda está dentro de um nível de: ok, consigo ver isso rolando. Mas estou com a cara no chão com esse arranjo maravilhoso porque foi o oposto do que eu esperava. Achei que viria um rock gritado caído no chão mas veio essa delicia meio midtempo que não sai da minha cabeça! Foi maravilhoso, o vocal dele foi excelente e pareceu uma coisa mais contemporanea. To ouvindo sem parar.
Rich: Música perfeita para o Caleb tentar gritar, e gritou, mas gritou bem ^^ Não esperava a escolha e já que veio fez da melhor maneira possível. Ele é do tipo de candidato que podemos odiar bastante, mas se torna tolerável pelo talento, já que temos alguns que não saem do canto, não evoluem ou até mesmo acabam regredindo. Melhor apresentação do Caleb nos lives :)

CJ Harris – Invisible (Hunter Hays)

Tiagão: Até gosto da música , mas a apresentação foi um desastre. Nada casou com nada e ele voltou a ser o sem graça de duas semanas atrás. O visual da apresentação estava ótimo, mas a música não é pra ele. Já cansei de falar e não vou mais repetir que o diretor musical , seja quem for o responsável, está fazendo um trabalho bem amador com esses candidatos. Não tá sabendo aproveitar as particularidades de cada candidato.
Laura: O stanging me diz que eles queriam dar uma ideia de: épico. Mas a realidade não permitiu porque isso foi fraco demais vocalmente. A escolha não funcionou em nada pra voz dele e não tem como a intensidade mascarar isso. Doeu ouvir e foi chato.
Rich: Top 10 e CJ ainda não foi eliminado, tão errando hein America?! Ajuda eu, numa boa! Violino, violoncelo, mas um cantor muito do meia boca e fraco não combinam, foi uma apresentação de arranjo maravilhoso e de performer podre. Não pago internet para ver um programa com alguém de cara de sofrimento que não seja em séries. CJ foi MUITO desnecessário, mais que o normal.

Jessica Meuse – Pumped up Kicks (Foster the People)

Tiagão: Acho que ela é isso ai mesmo e dificilmente vai fazer algo mais marcante que a apresentação da primeira semana. O começo foi legalzinho, mas depois ficou sem graça e não empolgou. Olho pra Jessica e sinto saudades da Lauren Alaine. Vejam o meu grau de decepção com esse povo caipira dessa edição.
Laura: Acho que falei isso semana passada mas vou repetir: estava melhor sem o resto da banda. O começo estava bem legal e achei o vocal dela ok nessa música, mas tirando aquela apresentação lá na primeira semana, sempre fico esperando um algo mais da Jessica que não vem. Ela precisa arriscar mais e explorar essa voz.
Rich: Nâo tenho muito o que esperar mais da Jessica, não tem como fazer nada grandioso, então é o que temos para hoje, pelo menos não foi tão ruim como semana passada, tá até melhor de postura, principalmente em olhar para a câmera, nas caras e bocas. Já que não melhora vocalmente ou em escolhas, tem que evoluir em algo né?

Majesty Rose – Wake Me Up (Avicii)

Tiagão: O mesmo problema do Alex. Teve um bom começo, mas o refrão perdeu força. O arranjo ficou engessado e ela praticamente teve que ser reta durante toda a música. Vejam que no final ela tentar fazer algo diferente, mas não consegue plenamente. Justamente por tentar se soltar, o final acabou sendo a melhor parte da apresentação. Querendo ou não, Majestade vem sendo uma das decepções dessa temporada. Ela foi se perdendo ao longo do caminho e não sei se vai dar tempo de se encontrar novamente.
Laura: O maior problema do Idol esse ano é que Randy é um péssimo mentor. Como que ninguém avisa pra menina do problema do arranjo desse refrão? Assim como outras, estava adorando até entrar no refrão. Parece que a música sobe e tudo se perde. Mas a metade final foi excelente porque a Majesty sempre tenta buscar umas variações vocais pra incrementar a performance e achei que foram bem efetivas nesse caso. Mas ainda acho que ela pode mais.
Rich: Ainda bem que não tentou fazer um “Let It Go 2.0”, seus fãs agradecem. Essa música também já rodou o que tinha que rodar só ano passado. Gostei da apresentação, não foi nada “wow” só que fez tudo direitinho para ter uma vaga no Top 9, então espero que o público vote direito.

Sam Woolf – We Are Young (Fun feat Janelle Monae)

Tiagão: Foi o melhor dele até aqui. Não foi nada maravilhoso, até porque ele é bem limitado. Tentou fazer algumas modificações, o começo foi bom, o refrão não perdeu força e a levada foi boa. Foi algo correto que pra noite de hoje acaba sendo suficiente.
Laura: Melhor performance dele até agora, a pessoa que menos arrisca nesse programa. Continua super genérico, mas nem foi chato e tiveram até momentos interessantes em que ele tentou explorar seu vocal… talvez o Sam seja mesmo muito novo para o programa e teria se dado melhor com mais experiência fora.
Rich: Aí, adorei! Semana passada largou o violão e foi ao Bottom, sabia que voltaria, mas pelo menos voltou melhor e fazendo sua melhor apresentação nos lives até agora. Também fez tudo direitinho para não ser eliminado e espero, sinceramente, que ele largue as músicas lentas em excesso e foque em coisas pelo menos mais com alguma pegadinha.