S13E18

American Idol XIII: S13E18 – Top 11 Performances

IdolTop11Nesta Quarta (12/03) às 21h na FOX dos Estados Unidos, tivemos as apresentações do TOP 11 do American Idol XIII, sob o comando do veterano Ryan Seacrest e com Keith Urban, Jennifer Lopez e Harry Connick Jr no painel de jurados desta edição.

O tema das performances desta semana no programa é “Cinema”, ou seja, canções de alguns dos filmes preferidos dos participantes. E durante e ao término das apresentações, os finalistas do programa serão julgados pelo público presente na platéia e em casa, que votam na internet e por telefone para deixarem seus favoritos no show. O resultado da votação será anunciado na noite desta Quinta (06/03), quando um dos participantes deixará a competição. Pra quem vai sua torcida?

Deixem suas opiniões e aproveitem para ver (e rever) os principais momentos do show nos players abaixo! Quem vai ser eliminado? Quem serão os finalistas? Quem será o novo American Idol? Venha acompanhar conosco toda jornada em busca de uma nova estrela, seguindo nossos perfis no Twitter (@AmericanIdolBR) e no Facebook (facebook.com/AmericanIdolBR). Lá, estaremos divulgando os links que transmitem o show, além de poder conversar com outros fãs do programa. THIS IS AMERICAN IDOL!!!

MELHORES MOMENTOS

Sam Woolf – Come Together (The Beatles) (Across the Universe)

Tiagão: Uma das versões mais fracas que já vi dessa música no universo de programas desse tipo. Não teve voz, não teve presença. Não teve nada. Nos barzinhos que frequento nas noites de Salvador tem cantores infinitamente melhores, que até cantando Lepo Lepo conseguem superar esse ai.
Maira: Finalmente Sam cantou uma música diferente e até andou um pouquinho pelo palco! Foi fofo, saiu da mesmice e da sonolência e etc, mas confesso que a apresentação soou demais como um cover.. e um cover meia boca, o que apenas me convenceu que o problema dele não é apenas ser boring e genérico, mas fraco mesmo.
Laura: Achei essa escolha péssima porque lembro de vários outros idols cantando, e muito melhor. Ele foi engolido pela música… Eu sei da necessidade de se diferenciar do que ele tem feito, mas isso foi muito fraco e não funcionou.
Rich: Sam finalmente me leu e não cantou uma baladinha lenta sonífero, ainda de brinde foi sem o violão o que já deixa a situação completamente favorável. Não fez nada de empolgante mas deu para sair da zona de conforto criada pelas outras performance. O que deu para reparar mesmo foi como é desconfortável sozinho no palco, sem seu violão. Na medida do possível, foi algo “legal”.

Jessica Meuse – The Sound of Silence (Simon and Garfunkel) (The Graduate)

Tiagão: O começo foi até bacana, mas depois tudo desandou e acabou sendo bem ruim. Não sei se foi o violão dela ou se foi alguém da banda, mas foi feio e acabou com a apresentação da garota. Continua com o mesmo problema de não ter presença de palco e hoje nem os vocais salvaram.
Maira: Primeiro quero começar dizendo… que staging péssimo! Voltando à apresentação.. o começo foi até bom, mas quando a banda entrou, ficou super desencontrada com o violão e acabou prejudica-a. E concordo com a Laura… mesmo sem o problema técnico, o arranjo do começo estava bem melhor.
Laura: Eu tava curtindo o começo, achando bonita, ai alguém da banda foi lá e ferrou com a apresentação toda! Nossa que erro, tirou qualquer conexão com a música. Fique até com pena da Jessica! Mas o arranjo do meio teria complicado de qualquer jeito, o estilo do começo era bem mais interessante e compatível com ela.
Rich: Começou bem, mas não acho essa música boa para um live, sei lá, só me lembra de missa, impossível não relacionar. Jessica não foi nada bem, principalmente com esses vibratinhos chatos em algumas partes. Ela tem que fazer algo como na primeira semana, caso contrário é só aguardar a eliminação, já que não fez nada bom, foi uma apresentação “chata”, por assim dizer.

CJ Harris – Can’t You See (The Marshall Tucker Band) (Blow)

Tiagão: Um belo exemplo de como uma ótima escolha de música já é meio caminho andado para uma boa apresentação. Chico Bento fez sua melhor apresentação nos lives. Ótimos vocais e uma ótima postura de palco, coisa que ele não vinha mostrando anteriormente.
Maira: No dia que todos se livraram dos bonés, para a alegria da Laura, Chico Bento desenterrou o chapéu..rs. Ótima escolha de música para ele. Na minha opinião, foi a melhor apresentação que ele fez nos lives. Não foi boring, casou bem com sua voz, demonstrou mais presença de palco e confiança. Bom pra ele!
Laura: Eu sei que não sou parâmetro, mas essa foi a melhor apresentação dele! Ótima song choice, arrasou nos vocais, foi interessante e muito orgânico. Não reclamo nem do chapéu do Chico Bento.
Rich: A sua apresentação “menos pior” até agora, o que não quer dizer muita coisa, já que ele faz de maneira fraca o que os outros WGWG fazem na competição. Só não curto tanto esse clima lentinho que o AI está, aí com candidatos fracos a paciência vai para o ralo.

Dexter Roberts – Sweet Home Alabama (Lynyrd Skynyrd) (Forrest Gump)

Tiagão: Candidato comum, apresentação bem qualquer coisa. O mundo caipira vai continuar avançando esse ai por muito tempo. Espero realmente que esteja errado, porque ele é uma das coisas countrys mais fracas dos últimos anos.
Maira: Nem com Dexter cantando música mais agitada, consigo me entreter. Não consegui me concentrar totalmente na apresentação, mas pelo menos não dormi. Ele estava mais solto no palco e a escolha foi boa pra ele, mas aInda acho que ele não tem star quality ou talento o bastante pra indústria.
Laura: Eu adoro essa música mas achei essa apresentação uma chatice. Ele já não é muito interessante e ainda me vem com esse arranjo mega genérico. A única coisa diferente foi esse visual tosco.
Rich: Achei bem a linha que o Dexter quer fazer, algo sem exageros e nessa mesma coisinha sem depsertar grandes coisas, gostei da apresentação mas não foi um gostar enorme, apenas para dizer: “Ok, foi bem já que outros foram horríveis e fracos”. O meu destaque vai para a sua namorada, que estava linda.

Ben Briley – Bennie and the Jets (Elton John) (27 Dresses)

Tiagão: Que mudança! Gosto quando o candidato sai da zona de conforto e tenta fazer algo diferente. Mas para fazer isso tem que ser com música certa. Aqui a música foi bem escolhida, acabei gostando da apresentação e achei até certo ponto que ele estava confortável com tudo que foi apresentado. Os vocais foram bons, tirando alguns falsetes que foram irritantes.
Maira: Nossa.. foi bem diferente de tudo o que ele já fez, mas acabei curtindo muito. Acho que foi uma boa mudança tocar piano e sair um pouco do estilo que estava seguindo e, claro, todo mundo comemora que ele mudou de figurino e apareceu sem boné! Mostrou bastante técnica vocal, se movimentou pelo palco.. boa apresentação.
Laura: QUEM É ESSE CANDIDATO? Mudaram alguém a essa altura? Você tira o boné e a pessoa muda até o estilo musical. Olha eu adorei que ele decidiu arriscar e tirou o boné e o estilo acordei e vim cantar. A escolha de música foi legal também, curti o piano e tals, mas pareceu tão artificial e o final foi meio triste. Eu aprecio o risco mas achei mais ou menos.
Rich: Fãs da Hayley dirão que nunca será igual a ela, concordo, mas o Ben me surpreendeu positivamente, em fazer algo diferente do que estamos acostumados vindo dele, e sendo super decente, o que vai de encontro com minha teoria que ele possa desbancar o Sam ou até mesmo o Alex.

Majesty Rose – Let it Go (Idina Menzel) (Frozen)

Tiagão: Cadê o orientador musical desse programa? Como deixam a garota cantar essa música praticamente na versão original? Isso não é pra você, Majestade! Que apresentasse uma versão intimista com violão estilo lual, mas não isso. Foi muito ruim! A postura de palco estava lá, mesmo que exagerada. Mas os vocais foram sofríveis. Estão acabando com a garota que tinha tudo pra ser o algo novo da temporada. Uma pena.
Maira: Oh Majesty, don’t you mess with ‘Let It Go’! Quando cogitaram que essa música seria cantada já tremi, porque obviamente ninguém aí tem a extensão vocal necessária pra ela. Majesty tendou adaptar a música para si, substituindo as high notes para falsetos, o que não funcionou, além disso teve muita desafinação aí no meio. Teriam que ter havido muitas mudanças melódicas pra dar certo. Resultado: foi engolida pela música. TUDO ERRADO! E eu culpo Randy Jackson! Pq.eu.quero.
Laura: Majesty não deve ter amigos já que ninguém disse pra ela que isso era uma péssima ideia. A Idina teve problemas pra cantar isso ao vivo e é essa música que você escolhe? FOI HORRIVEL. Quando eu vi Let it Go como escolha achei que iam adaptar um arranjo pra voz da Majesty, mas foi a mesma coisa e a voz dela simplesmente não funciona pra isso. Ela não é Broadway! Não to nem compreendendo isso ai. Alguém podia mentorar ela de verdade porque não tá fácil.
Rich: Enquanto ano passado tínhamos Amber, Candiva e Angie para cantarem essa música – mesmo ela não sendo nem lançada ainda, esse ano não temos ninguém capaz de cantar algo assim, então já dico que Majesty não fez uma boa escolha. Pode se dar bem pelo hype que a música e o filme estão, mas não curte essa tentativa de diva dela, não faz o estilo dela, gente, tinham músicas melhores aí para ela arrasar mesmo. Ficou muito divinha para ela.

Caleb Johnson – Skyfall (Adele) (Skyfall)

Tiagão: Mais um que tentou fazer algo diferente, mas não foi legal . A voz dele não casou em nada com música e eu to tentando entender até agora o porque da babação de ovo que os jurados fizeram nele. A bebidinha que servem pra eles no intervalo devia tá batizada, pois não é possível minha gente. A apresentação mais fraca dele nesse fase. E que diabo de cabelo é esse?
Maira: WTH pra essa songchoice (com ele)! Por mais que aprecie a iniciativa de não vir com algo óbvio, não cante Adele se não for arrasar. E, na minha mais humilde opinião, ele fez sua pior apresentação dele nos lives. A única parte quase aceitável foi a gritada e, ainda assim, eu dispensaria. No geral foi realmente muito fraco.
Laura: Não to sabendo lidar com esse cabelo de pantera esvoaçante ahahah faltou um ventilador. Eu vi uma galera achando isso bom e achei que eu tava surda e fui ouvir de novo. To não, isso foi péssimo e a voz dele só aguentou nos gritos meio rocker do final. O resto foi amador e triste, principalmente o começo que só dava pra ver as falhas.
Rich: ADELE CARD! E como assim com o Caleb? :O Aí eu direi que gostei até por ele não ter se jogado no chão ou não ter sido muito fake, tá que tem que ter voz e os gritos dele compensaram, mas no final das contas me pareceu algo positivo, não só analisando as outras deles, mas os outros candidatos que já passaram.

MK Nobilette – To Make You Feel My Love (Garth Brooks and Trisha Yearwood) (Hope Floats)

Tiagão: Foi “bunitinho”, bem cantadinho, deu soninho. Resumindo: foi tudo bem inho. Acho ela interessante, mas essa música não ajudou. Combinou com a voz dela, mas não tem como fazer nada diferente. Música é engessada e praticamente não te permite fazer nada de novo. Não foi fuim, mas foi bem morno e acho que dificilmente ela escapa da eliminação essa semana.
Maira: Brigada produção por ter melhorado o figurino dela. Não cante Adele se não for arrasar [2]. Foi melhor que a apresentação da semana passada. Não vou negar que já assisti dezenas de covers melhores dessa música, mas pra o que ela fez até agora, foi uma boa apresentação e eu até gostei.
Laura: Olha, até que essa música funciona para a voz dela. Gostei do tom e tava curtindo mas dormi no meio porque ela é uma das performers mais sem graça que já vi. Tem gente que sabe fazer o blasé funcionar nas apresentações, ela só parece que quer que acabe pra ela dormir. Mas eu já dormi no durante.
Rich: Ai gente, eu adorei, ou seja, ela sai nessa Quinta :’( São músicas assim que funcionam com o timbre dela e que a MK deveria ter focado nesse tipo de escolhas, não foi nada surpreendente, mas embala e deixa tudo uma fofura. Podia ser melhor? Podia, mas para o nível de tudo, foi muito bom.

Alex Preston – Falling Slowly (The Swell) (Once)

Tiagão: Ele realmente sabe escolher músicas que favoreçam seu timbre de voz. Outra música que fica bem difícil fazer alguma coisa diferente. Foi apenas correto, fez o suficiente para se segurar no programa. O bom é que ele vem sendo bem consistente durante todas as semanas.
Maira: COVARDIA ESSA MÚSICA. Não consigo escutá-la bem executada sem ficar arrepiada. Escolha muito bem feita e ele nem precisou mudar nada no arranjo, o que não vejo como algo ruim, já que ele sempre muda. O refrão funcionou perfeitamente na voz dele. Adorei!
Laura: Uma escolha músical bem óbvia e uma apresentação competente. Mas esperava bem mais dele. Tirando minha implicância eu tenho gostado do que ele tem apresentado, ele é sempre artístico e eu consigo apreciar isso, mas hoje foi bem mais genérico e faltou personalidade.
Rich: No American Idol essa música já tem dono, é se chama Kris Allen! *-* Não sou fã da canção, deve ser um dos raros casos que a acham chata, desculpa mundo! Para o Alex foi tudo perfeito, todo o pacote, o refrão, a escolha, não tá fácil para os outros pelo visto. Alex vem fazendo tudo direito para vencer, mesmo “preguiçoso” para escolher algo mais “arriscado”.

Jena Irene – Decode (Paramore) (Twilight)

Tiagão: Finalmente alguém com uma apresentação digna de Idol. A melhor da noite! Fez sua melhor apresentação nessa fase de lives. Escolha de música perfeita para a voz dela sem contar a ótima postura na apresentação. Lembrou muito a Jena das primeiras fases. Ela estar entre os menos votados dessa semana será um absurdo, mas isso a gente já espera em se tratando de American Idol.
Maira:
Finalmente escolheu uma música 100% correta para ela. Olha.. não a quero toda semana no píano por razões óbvias… mas parece sempre funcionar..rs. Nessa música, ela soube mostrar as diferentes camadas da sua voz e aproveitar bem o ataque… o staging tava lindo, resultado… uma apresentação bela, forte e emocional. Melhor da noite. GO Jena!
Laura: AMEI. Eu sempre tenho dificuldades em pensar a Jena como artista, em saber quem ela é, mas essa performance foi linda! Foi mais próxima da música original dela, manteve a intensidade e ainda mostrou um lindo vocal. O visual também estava lindo e ajudou na interpretação, junto com esse arranjo excelente! ARRASOU! Quero isso sempre.
Rich: Finalmente hein Jena? Já tava mais do que na hora de mostrar serviço na competição e finalmente fez isso, deixou muita gente dessa semana para trás e merece sua vaga no Top 10 lindamente. Trate de fazer mais apresentações assim, ok?

Malaya Watson – I Am Changing (Jennifer Hudson) (Dreamgirls)

Tiagão: Malaião estava precisando de uma apresentação assim. Mas antes: alisamento de cabelo level 1000 kkkk. Mesmo com a pouca idade, ela soube levar a música muito bem, imprimindo a intensidade que a música pede sem ser tão exagerada. Concordo com a Laura que ela ainda é meio verde para o programa e talvez mais um ano na “geladeira” poderia ser bem melhor pra ela. Consideração sobre essa noite: Tirando Jena, Malaião e CJ,o restante foi bem qualquer coisa. Tá difícil!
Maira: Quando soube o tema, realmente imaginei uma songchoice desse filme pra ela pq é bem dentro do que ela faz bem. E não deu outra… foi uma ÓTIMA apresentação! (Ainda mais se comparada com o nível do programa..rs). Agora eu quero ver duas coisas dela pra mudar de ideia sobre ela não estar preparada: consistência e capacidade de pegar algo mais contemporâneo e adaptar pro seu estilo.
Laura: Acho que poucas coisas poderiam ser mais datadas do que isso, ainda mais considerando a idade dessa menina ahah Mas a noite foi tão péssima e eu adoro uma diva então eu to feliz que Malaya conseguiu finalmente fazer uma apresentação daquelas que te fazem sorrir no final! Ela não só cantou bem como soube interpretar a música. Ainda acho que ela está muito nova pro programa, mas que continue assim.
Rich: FINALMENTE! Olha que não gosto de divas datadas, mas essa temporada precisava de uma pelo menos para sair da linha “viola minha viola”, porque não é fácil né? Música grandiosa, fechou muito bem a noite e tudo foi ótimo! Olha a cara da JLo adorando HAHAHAHA, o programa precisa desse lado de não ficar na mesma coisa, então tratem de eliminar um violeiro nessa quinta, de nada.