S13E11

American Idol XIII: S13E11 – Rush Week (Top15 Girls)

IdolTop31Nesta Terça-Feira (18/02) às 22h na FOX dos Estados Unidos, tivemos a primeira etapa da Rush Week do American Idol XIII, sob o comando do veterano Ryan Seacrest e com Keith Urban, Jennifer Lopez e Harry Connick Jr no painel de jurados desta edição.

A noite de estreia dos shows ao vivo da nova temporada do começou com as 15 participantes selecionadas pelo júri e apenas 10 desses 15 serão selecionados pelos jurados para se apresentarem e disputarão o voto popular. Houve uma grande expectativa em torno desta noite, uma vez que – repetindo os anos anteriores – o grupo feminino é apontado como favorito pelos espectadores. Vamos ver o retorno de Randy Jackson ao show, agora como mentor dos competidores. Isso sem contar que ele terá o auxílio nesta missão de dois ex-participantes: Adam Lambert e Chris Daughtry! Também tivemos a decisão de quem fica com a última vaga entre os homens: Neco Starr ou Ben Briley?

As garotas corresponderam as expectativas? Foram abaixo? Diga pra gente o que você achou da noite de hoje e aproveite para ver (ou rever) as performances nos players abaixo! E se você quiser acompanhar conosco toda jornada em busca de uma nova estrela, siga nossos perfis no Twitter (@AmericanIdolBR) e no Facebook (facebook.com/AmericanIdolBR). Lá, estaremos divulgando os links que transmitem o show, além de poder conversar com outros fãs do programa. Então até amanhã, quando chega a vez dos 15 garotos selecionados para votação.

MELHORES MOMENTOS

Majesty Rose York – Happy (Pharrell)

Tiagão: Antes de analisar a primeira candidata, é importante lembrar o ótimo grupo feminino que tivemos no ano passado. Candidatas praticamente prontas, com personalidades e timbres de voz marcantes. Fiquei muito decepcionado com algumas escolhas desse top 10, principalmente porque dentre as 5 eliminadas tínhamos participantes com poderiam render muito mais ao programa. Dito isso, vamos falar da Majestade que chegou mostrando que tem tudo pra ser o nome feminino dessa temporada. Ela tem uma ótima presença de palco e sabe muito bem colocar sua voz. Ela é a girl mais interessante dessa temporada e foi o nome da noite.
Maira Para mim, a Majesty possui um enorme senso de originalidade e uma likeability, que somando-se ao próprio talento, são difíceis de resistir. Por isso, não espantoso que tantas pessoas foram já cativadas por ela até aqui, e entre elas, eu!rs. Em relação a essa apresentação, particularmente não foi minha favorita, apesar de reconhecer o ótimo trabalho de presença de palco, bom arranjo e vocais no ponto. Numa noite deprimente, o destaque positivo foi ainda maior. Espero muito mais dela na temporada e que faça jus ao favoritismo!
Laura: Não tenho palavras pra expressar o quanto eu adoro tudo na Majesty. Ela tem alguma coisa que te faz ficar vidrado na tela olhando enquanto ela canta. Ela consegue ser fofa e cool ao mesmo tempo, e passar isso na performance. Gostei da escolha ter sido uptempo porque diferenciou do que ela tem mostrado até agora. Sei que vamos ter performances incríveis dela na temporada.
Rich: Que palco maravilhoso! E ainda me lembrou de algumas coisas do AI das antigas, então espero que a temporada seja boa :) Majesty começou muito bem o show, escolheu uma música animada e gosto que ela canta com o olhar, com todo o corpo, esbanjando presença e não deixando a apresentação ficar na mesma coisa. É uma das melhores participantes da temporada e espero que chegue no Top 13.

Kristen O’Connor – Turning Tables (Adele)

Tiagão: Nem entramos nos lives shows e já tem gente usando o Adele Card. Foi avulsa, não teve personalidade, não teve voz pra cantar Adelão, não merecia ter passado. Vou chamar a Zoanete pra mostrar como se faz um cover descente da Adele rsrs. Enfim, apresentação esquecível.
Maira: Uma coisa que senti falta foi um lembrete de trajetória dessas participantes, porque, exceto pelas minhas 2 ou 3 favoritas, não vou lembrar de nada de ninguém /digomesmo. Entre elas, essa aí cujo nome não aprendi, nem aprenderei..rs. Ai, amiga, se você vai de Adele Card no primeiro live, pelo menos ARRASE, não foi o caso, nem-de-longe. Ela estava claramente nervosa, os vocais abalados, emoção zero (principal elemento desse tipo de música)! Não fez o requisito. Saudades Candiva!
Laura: Quem é essa? A menina já não é nada marcante e ainda me canta Adele? Foi feio, foi chato, foi qualquer coisa. Com ela o painel – que estava ótimo – começou a onda de errar muito nas escolhas.
Rich: Filha vai cantar Adele pra quê? Não basta ser sempre as mesmas escolhas ainda tem gente que acha que pode arrasar direto, não é bem assim… Ficou cansativo, nenhum atrativo, muito “comum” e espero que não tenha nenhuma chance de lives, porque seria tirar a vaga de alguém que merece – Deviam ter colocado a Kenzie no lugar dela pelo menos.

Briana Oakley – Warrior (Demi Lovato)

Tiagão: Não sou muito fã da Briana, mas gostei da apresentação dessa noite. Falta um pouco de personalidade e presença de palco, itens que sobram na Majestade. Uma escolha de música interessante e que ela soube levar muito bem. Era um nome que eu já dava como certo no top 10 devido a sua boa trajetória até aqui.
Maira: Lembro dela, porém com nada em especial associado… na verdade, acho chata, sem carisma etc..rs. Durante a apresentação, achei alguns melismas desnecessários, mas os vocais ficaram bem com essa música. Não nego que o timbre dela seja agradável, mas não consigo passar por essa cara de parede. Enfim.. terá que trabalhar muito pra expressar alguma personalidade.
Laura: Amo a voz dessa menina! E amei a escolha de música, foi fora do que eu esperava pra ela mas ainda pareceu algo dentro de sua personalidade. Precisa trabalhar presença, mas acho que tem tudo pra crescer na competição.
Rich: Briana veio muito melhor esse ano e conseguiu conquistar meu coração com esse timbre maravilhoso. Para quem acompanhou o AI das antigas vai se tocar da referência que farei agora: Briana é uma versão “repaginada” da Kim Locke, com o mesmo cabelo, mas com um talento tão grande quanto – que por sinal Kim foi minha favorita HAHAHA. A música foi bem escolhida, algo mais novo e tentou pegar um público interessante. Estou MUITO na torcida para uma vaga com ela nos lives e uma colocação boa também.

Jena Irene Asciutto – Paint It Black (The Rolling Stones)

Tiagão: Jena é bem interessante para o programa e gostei do fato de terem levado ela para o top 10. Foi ousada em escolher essa música, mas achei o começo estranho pois a voz dela não estava encaixando. Foi melhorando ao longo da apresentação e conseguiu terminar muito bem. Torço para que passe para os lives, ainda mais depois das coisas medonhas que veremos nas próximas apresentações.
Maira: Jena é um caso quase contrário à Brianna, ela pode não ser a melhor técnica vocal, mas esbanja personalidade. Aprecio seu timbre grave também e o risco que tomou na escolha dessa música. Além disso, vejo nela potencial pra despontar meio como underdog da competição. Pessoalmente, estou interessada para descobrir a trajetória que ela seguirá. Veremos.
Laura: Jena é uma que eu não dava nada mas me surpreendeu muito na HW. Mas aqui acho que a escolha musical pesou e ela não foi tão bem. Mas foi interessante, foi meio fora do molde e destacou.
Rich: Jena é uma participante que fiquei de olho nas primeiras etapas, principalmente pela HW1, conseguiu ser bem interessante, já nessa performance não achei isso tudo, ficou devendo aqui e ali, acho que outra música traria um resultado mais positivo. Continua sendo melhor que outras candidatas, mas tem que torcer por derrapadas alheias e por ter um público que vote.

Bria Anai – Wrong Side of a Love Song (Melanie Fiona)

Tiagão: Vendo essa apresentação me bateu uma saudade da Candice e até mesmo da Amber e suas apresentações com aquele mesmo sorriso, aquela mesma cara de paisagem. Uma participante completamente dispensável para essa fase do programa. Conseguiu ser pior que a Adele Card ali em cima. Exagerou na interpretação, derrapou nos vocais, foi péssima.Tá feia a coisa viu.
Maira: Meu Deus, que.boca.grande!rs. Vem pra preencher a cota de diva negra dessa temporada, né?! Tê de olho..rs. Pra você que gritou a vida.. força, amiga! Arrasou no oversinging e interpretação all over. Saudades Amber, saudades beleza, saudades precisão vocal!
Laura: Não sei o que acabei de assistir. Isso foi muito fraco. Eu imagino que o fato delas só saberem se iam ou não cantar na hora deve ter prejudicado no nervosismo, mas nossa… ela foi sofrível.
Rich: E não é que eu gostei?! :O Tá, foi um gostar “marromeno” que deu para aguentar até metade, me lembrou de outras divas que já passaram pelo programa, só que na segunda metade ela incorporou alguma coisa e ficou muito esquisito, principalmente a parte final. Não deveria ir para os lives, PORÉM como é votação popular, não duvido ir.

Marrialle Sellars – Roar (Katy Perry)

Tiagão: É incrível como os produtores e jurados tem a capacidade de estragar o que poderia ser um bom top feminino, com escolhas erradas e sem noção. Outra coisa, os participantes passam por todas as fases, e deixam pra desafinar logo nas fases dos lives. Vai entender. Bom, o que falar dessa candidata? Vocês estão de brincadeira né? Como passar essa Fantasia desnutrida para o top 10. Senta ali do lado da Adele Card e da Compre Batom nas cadeirinhas das piores da noite.
Maira: Eu gostava dela, PORÉM, de todo o meu coração sempre desejei que não sucumbisse muito ao cosplay de Miley feat Rihanna na vida… tô achando agora é que foi pimpação demais pra talento de menos. No começo da música pensei, na minha inocência, que poderia ser bom, ainda estava esperando o violão, mas honestamente, o resultado foi uma merda /sorrynotsorry. Muito exagero na interpretação, nos vocais, fora desafinações. Obs.:obviamente não dá pra comentar toda besteira que os jurados dizem, mas acho, só acho, que super produção tem sentidos muito diferentes para mim e Harry..rs.
Laura: Eu tinha adorado a audição dela, entendi a pimpação total naquele momento… Mas olha, ta difícil demais desde as HW. Isso foi horroroso. Quero saber quais os critério de eliminação se isso ai passa e Austin não…. Vou culpar Randy.
Rich: Ela foi tão pimpada na audição que deve ter caído uma praga das pesadas, porque o que vem caindo etapa após etapa não é fácil. Já não bastava cantar Miley ruim na HW, ainda veio com Katy e foi uma bela de uma *****. Outra que poderia ter ficado sentada e a Kenzie ter ido :x e tem outra, NÃO DUVIDO os jurados a passarem com um wildcard só para não ficar feio ao falarem na audição que ela pode ser a próxima idol.

Jessica Meuse – Drink a Beer (Luke Bryan)

Tiagão: Todo mundo sabe que sou fã de country music. Pelo programa já passaram Carrie Underwood, Skylar Laine, Jannele , Kree Harisson e tantas outras que me fizeram ficar exigente com os participantes desse estilo. Entre Jéssica e Brandy, eu teria escolhido a segunda. Acredito que tenham levado a Jéssica por ter um estereótipo diferente do padrão de country que o programa vem adotando nos últimos anos. Jéssica fez uma apresentação normal, mas foi esperta no escolha da música. Fiquei meio que indiferente com ela. Será um dos poucos anos que acho que não torcerei por uma participante country.
Maira: Jessica é a candidata ~polêmica~ da temporada. Até curti a voz dela em algumas da fases anteriores e esse country com uma levada rock que realmente me agrada, mas acho que fez ela continua tendo se destacado mais pelo barulho do que pelas apresentações. Essa, em particular, bem morna.
Laura: Foi boa mas bem qualquer coisa, não é uma performance que vou lembrar no dia seguinte mas acho que ela pode até ser interessante…. Só de ter pegado um lugar que poderia ser da Jillian já merece um pouco de amor.
Rich: Bem fraquinha essa apresentação hein? Jessica é boa, melhor ainda é o momento da Hollywood Week com a mãe da outra revoltadíssima e descontando tudo nela, deu pena que me apeguei um pouco, tirando isso não vejo motivos para ir aos lives. Existem candidatas melhores para o Top 13 ou até de terem oportunidade de cantar. (Menos a Jillian, que me desculpem os fãs, mas ADOREI o flop novamente HAHAHA)

Emily Piriz – Paris Oh La La (Grace Potter)

Tiagão: Deu pra perceber que a garota tem uma voz interessante, mas não um pingo de personalidade. É aquele tipo de participante genérico que acaba a apresentação e você não lembra de nada. Gostei da escolha de música, mas achei tudo bem normal e bem esquecível.
Maira: Outra anônima. Aposto que ela só passou porque é bonitinha (ênfase no “inha”). Nenhuma pessoa com personalidade de uma uva passa devia ter permissão para cantar essa música, pois ela requer uma espontaneidade e uma certa ousadia que não podem ser forjadas. Ainda assim, não foi uma apresentação ruim, foi apenas super esquecível.
Laura: Nem sabia quem era essa e continuo não sabendo…. que povo é esse que eles estão passando ao invés de pessoas que receberam super destaque nas fases anteriores? É pra facilitar para as favoritas dos jurados? Assim não vale.
Rich: Nem só de voz vive uma candidata, e essa aí nem tem isso tudo, ficou tão “bleh” que nem quero me dar ao trabalho de comentar muito a performance. Mais uma que tem que sair e não tomar a vaga de outra, por favor.

MK Nobilette – All of Me (John Legend)

Tiagão: Se ela tivesse controlado o nervosismo a apresentação teria sido bem mais redondinha. Escolheu bem a canção, trabalhou bem a voz na música e fez um bom trabalho. Depois de tudo que vimos até agora, eu torço para que a Maria Gadú gringa passe para a próxima fase, pois será algo bem diferente do que estamos acostumados a ver no American Idol.
Maira: O ponto forte dela é o timbre e, pessoalmente, não sou tão louca assim por esse tipo de voz. Acho sim que ela é muito forte na interpretação, o que a destaca entre as que cantaram essa noite. Me incomodou um pouco a inconsistência nos vocais e, sinceramente, não entendo a histeria toda, mas ok, considerando o nível baixíssimo da noite, acharei merecido se passar.
Laura: Eu sei que ela tava muito nervosa e isso prejudicou, mas amei. Ela é tão fora dos padrões do programa que você já quer torcer, e pra ajudar eu adoro o tom dela e o estilo. Espero que consiga uma vaga no top e continue melhorando.
Rich: Eu gosto dela, tô na torcida para que vá aos lives, nas outras etapas ela foi tão boa, se não me engano cantou “Royals” em grupo e foi muito bem. Nessa teve o nervosismo que deu uma atrapalhada, mas nada que prejudicasse tanto. Ela é um pouco diferente dos padrões do programa, já é interessante daí!

Malaya Watson – Hard Times (Ray Charles)

Tiagão: Quando anunciaram o nome dela e ela saiu correndo no meio da galera eu fiquei pensando: Puxem o cabelo dela rsrsrs. Conseguiu ser uma das melhores da noite, o que não é difícil depois das apresentações desastrosas e das escolhas de candidatas bem discutíveis que tivemos hoje. Visual moderno, com escolha de música velha. Surge uma nova Amber? Espero realmente que não.
Maira: Antes de falar da Malaya, de quem gosto muito por sinal.. deixem-me tirar um momento de indignação para me revoltar pelo corte prematuro de Kenzi, que de tão revoltante – ainda mais desse monte de crap que tive que assistir-, quase me faz esquecer de tripudiar a eliminação de Jillian. Quase HAHAHAHAHA! Voltando à Malaya, tá aí uma que sabe usar a feiura a seu favor /MichelleChemuelFeelings, embora eu não aprove esse cabelo de mulher das cavernas. Achei a apresentação ótima, mesmo preferindo que ela tivesse cantado algo mais contemporâneo, em minha opinião conseguiu equilibrar ótima interpretação e vocais, tendo ainda elementos pessoais como fofura e etc. Fica minha torcida pra ela, junto com Majesty e Jena.
Laura: Ela é ótima e espero que façam uma makeover musical pra ela escolher músicas da idade dela…. Mas é um tipo de candidata que eu acho que vou estar falando que era muito nova e precisava de mais experiencia de vida antes de entrar no Idol. Mas entre as bobagens que os jurados fizeram hoje, não tem como não querer que ela siga no programa #BlameRandyandtheSpiritualAdvisers
Rich: Que maravilha, outra candidata que lembrou de antigas temporadas, isso é bom e ruim. Bom pela qualidade e ruim pela música bem novinha hein? Ela é uma das minhas favoritas, tem toda uma descontração e alegria, que pode cantar varias músicas atuais se quiser. Encerrou bem a noite, e também é uma que torço por uma vaguinha nos lives.

ELIMINADAS: Austin Wolfe, Andrina Brogden, Kenzie Hall, Brandy Neelly e Jillian Jensen