S11E17

American Idol: S11E17 – Top 13 Performances

Nesta semana, o American Idol comemora 400 episódios no ar com as apresentações dos 13 finalistas desta décima-primeira temporada do programa. Os participantes terão a orientação do produtor musical Jimmy Iovine (mentor fixo do Idol) e da diva do R&B Mary J. Blige nas performances desta Quarta (07/03), cujo tema para os garotos serão os clássicos de Stevie Wonder e as garotas deverão cantar os grandes sucessos de Whitney Houston. Pra quem vai sua torcida?

Confiram os vídeos das apresentações de hoje, comentados por Felipe Ferreira, nosso comentarista residente; Rich Lorenzo, colaborador não só do AIBR como tabmém do The X Factor Brasil e do blog Mostre A Voz; nosso convidado, Tiago Chavez, fã de Idol das antigas que vem dar suas opiniões; E é claro, nosso comentarista de sempre: você! Comente conosco!

Caso queira acompanhar conosco toda jornada em busca de uma nova estrela, siga nossos perfis no Twitter (@AmericanIdolBR) e no Facebook (facebook.com/AmericanIdolBr). Lá, estaremos divulgando outros links que transmitem o show, além de poder conversar com outros fãs do programa. Lembrando que, todas as Terças e Quartas às 22h, o canal Sony Entertainment Television exibe o programa com algumas semanas de atraso. Então se prepare para fortes emoções e grandes performances em mais um episódio cheio de surpresas!
THIS IS AMERICAN IDOL!

 

MELHORES MOMENTOS

Joshua Ledet – I Wish (Stevie Wonder)

Felipe: Primeiro tenho que dizer que amo essa música, aliás, essa semana vai ser ótima, amo Stevie, e Joshua fez o que tinha que fazer, pegou uma das músicas mais com mais soul do repertório e brincou de cantar. Ele canta maravilhosamente bem e eu gostei da apresentação, mas não causou o mesmo impacto que semana passada, ele poderia ter feito algo musicalmente diferente e talvez pudesse impressionar mais, porém, não podemos dizer que foi uma apresentação ruim.

Rich: Senti a purpurina na apresentação dele, fiquei um pouco “agoniado” com esses pulinhos mas deu para superar. Não foi nada “Wow, ele arrasou”, mas deve ser uma daquelas apresentações que no final nem estarei lembrando.

Tiago: Ele fez aquele tipo de apresentação que você chega no final da noite e nem lembra mais como foi. Boa escolha de música, boa presença, boa interpretação, tudo corretinho demais mas sem passar entusiasmo nenhum. Não vejo nenhum diferencial nesse candidato.

Elise Testone – I’m Your Baby Tonight (Whitney Houston)

Felipe: Vai ser difícil não comparar com a versão maravilhosa do ano passado da nossa querida Haleão. E Elise perde totalmente por comparação, embora tenha um timbre que eu amo, não coube a música nela e me soou bastante mecânico, nada de personalidade. Foi afinada, cantou direito, mas não empolgou. Temo por ela essa semana.

Rich: Elise é uma ótima candidata. Confesso que fiquei com medo de como ela se sairia com essa música, mas tiveram partes que eu gostei bastante como o refrão, também temi que sua voz faltasse em alguma parte, mas é esse timbre que me agrada, gostei bastante da apresentação.

Tiago: Eu gosto muito do timbre dessa garota. Ela mescla momentos suaves com momentos mais fortes muito bem. Achei que ela foi bem inteligente na escolha de música, soube explorar bem o que sua voz tem de melhor. Do meio pro final ela ficou meio parada, poderia ter explorado mais o palco. Foi uma apresentação apenas correta.

Jermaine Jones – Knocks Me Off My Feet (Stevie Wonder)

Felipe: Hoje vai ser complicado eu não gostar de alguma escolha de música dos homens, e o Jermaine não podia ter escolhido melhor pra voz dele. Pro azar dele, mais uma vez teremos que comprar com a versão do Elliott Yamin no American Idol 5, que foi absolutamente perfeita. Jermaine cantou bem, mas comparando, não chegou nem perto também. Porém, foi afinado, cantou bem e foi bem agradável a versão, portanto, ponto positivo pra ele, embora também não tenha me empolgado.

Rich: Não me julguem, mas eu achei o começo bem “American Idol das antigas”, tipo Season 3 “meio” Rubben (só o começo mesmo parecido). A música foi bem para ele porém senti uma conexão com ele, digamos que ele não conseguiu me passar emoção ao cantar, foi boa, mas foi bem mediano.

Tiago: Achei tudo tão anos 90, tudo tão sonolento, tão arrastado. Não gosto do timbre dele, não vejo diferencial algum. Uma apresentação apenas pra comprir tabela, pois passou longe de ser alguma coisa marcante.

Erika Van Pelt – I Believe In You And Me (Whitney Houston)

Felipe: Essa semana a gente vai ter que fazer um quadro comparativo entre apresentações passadas e atuais. Mas dessa vez foi diferente, Erika me impressionou muito e fez uma versão que quase bate de frente com a da Melinda Doolittle, do AI6 (sim, a versão dela é melhor que a da Jennifer Hudson, que também cantou), que embora não tenha sido tão poderosa quanto a da Melinda, ficou muito bonita, bem cantada e interpretada. Muitos pontos pra ela, espero que vejam a qualidade de voz que ela tem e mantenham ela muitas semanas mais.

Rich: Acho essa música tão chatinha =/ Uma das poucas da Whitney que não curto bem. Ela é uma ótima candidata, arrasou cantando “Edge of Glory” no WildCard e tentou dar o seu melhor nessa apresentação, curti várias partes, tava com pinta de divona com esse vestido, só tenho medo pois temos outras “divas” dentre as girls.

Tiago: Uma das músicas com mais cara de Programa Raul Gil da face da terra. Gostei do arranjo, mas a interpretação dela foi muita técnica e pouca emoção. Sem contar que essa música definitivamente não é pra ela, faltou aquele momento explosivo que a música pede. Até agora ninguém fez aquela apresentação que me faça querer assistir de novo.

Colton Dixon – Lately (Stevie Wonder)

Felipe: Mais um que pegou uma música que cantaram ano passado (Stefano), mas pegou, fez uma versão bastante própria e intimista, cantou bem e fez uma ótima apresentação na minha opinião. Tecnicamente falando, não foi perfeito, mas a questão de se adaptar à música já melhorou muito, por exemplo, comparado à semana passada, na qual não gostei dele. Se continuar crescendo, pode se tornar um forte competidor.

Rich: AMO ESSA MÚSICA e sua versão em português. O estúdio deve ficar bom hein? Pois bem, achei interessante vir com algo lento e tentar mostrar um pouco mais de voz, acabei gostando e muito. Melhor boy até agora!

Tiago: O começo foi muito estranho e fiquei com a impressão de que ele não daria conta dessa música. Mas ele foi numa crescente dentro da música, trouxe a música pra ele e terminou muito bem. Ele cantando algo acústico ou mais rock promete muito. Deu pra perceber que essa não é muito a praia dele.

Shannon Magrane – I Have Nothing (Whitney Houston)

Felipe: Essa não vou nem me preocupar em comparar, ela até começou razoavelmente bem, mas começou a derrapar, se perdeu no meio, desafinou e no final ficou uma grande bosta. Ela me impressionou no ensaio que mostrou antes, se tivesse feito o que fez, ficaria melhor, mas ficou nervosa e cagou. Uma pena. Mas isso pode sair pela culatra e votarem muito nela essa semana, então veremos. (Já pode apelidar de Shannon MIGRANE?)

Rich: E “I Have Nothing” volta ao American Idol :) Ganhou pontos em não estar toda trabalhada no longo e não deixar uma vibe batida só em olhar. Estava linda, porém essa música é maior que ela e deu uma vacilada em umas partes hein? Espero que consiga fazer escolhas que ela aguente cantar sem forçar muito.

Tiago: Música muito maior que a voz dela. Quando isso acontece o candidato tem que cantar uma versão que encaixe na sua voz. Infelizmente ela não fez isso e realizou até agora a pior apresentação da noite. Ela ainda falta definir o estilo que quer seguir. Esse estilo diva juvenil não é pra ela.

Deandre Brackensick – Master Blaster (Stevie Wonder)

Felipe: Música com arranjo meio reggae, legalzinha, ele cantou bem, mas muito música de cruzeiro pro meu gosto, não tem nenhum elemento de um verdadeiro cantor ou artista. Em resumo, embora bem cantada, não me chamou nada a atenção, igual a semana passada, e ele acaba de voltar pelo wildcard, deveria ter apostado mais alto do que ter feito uma apresentação segura como essa.

Rich: Nossa, o que falar dele? Não sinto carisma, e fico com raiva por ter tirado a vaga de alguém muito superior a ele. Tentou fazer algo legal mas não deu certo.

Tiago: O timbre e voz dele ficou bem agradável nessa apresentação. Soube usar os falsetes nas horas corretas e sem exageros. Gostei da escolha da música e da maneira como ele interpretou. Ponto negativo pra dança esquisita dele. Precisa melhorar a postura de palco porque visualmente não ficou legal. No geral ele fez uma boa apresentação.

Skylar Laine – Where Do Broken Hearts Go (Whitney Houston)

Felipe: Como disse semana passada, aí uma artista Country que, além de saber cantar, sabe se apresentar muito bem. Foi a mais segura no palco de todos até agora, e que tem melhor porte de artista, e fez uma versão bonita e bem cantada da música, dentro do seu estilo, e arrasou no final. Não tem a melhor voz de todas, mas consegue se destacar por outros fatores, e isso acaba sendo muito importante na votação. Creio que está segura essa semana.

Rich: Estava muito curioso pela apresentação dela por não ser do seu estilo. Cantou outra música que adoro, e não ficou tão “dance” quanto a da Pia e ficou muito boa, conseguiu me surpreender em arriscar e ainda divou na nota. Uma das melhores da noite, sem dúvidas.

Tiago: A melhor da noite até agora. Gostei muito dessa versão na voz dela, gostei da escolha da música, gostei da postura segura que ela demonstrou no palco. Ela brincou de cantar. Isso sim a cantar com atitude e personalidade. Essa menina pode ir muito longe nessa competição. Torço por isso.

Heejun Han – All In Love Is Fair (Stevie Wonder)

Felipe: Essa não tem como não comparar com a da Pia como não fiz com as anteriores. Gosto muito da voz do Heejun e ele cantou bem, mas ele precisa de um fonoaudiólogo pra ontem, essa mania dele de não cantar a última sílaba das frases me irrita muito, e faz com que eu goste pouco das apresentações dele. Também não foi tecnicamente perfeito, mas cantou bem, se tirarmos a dicção de lado, foi uma boa apresentação.

Rich: Ele é uma grata surpresa né? Seu carisma pode levá-lo longe. Nâo vou compará-lo com a Pia pois é jogo baixo. Ficou muito legal, queria vê-lo cantando algo bem mais agitado e deixando a galera indo a loucura.

Tiago: Eu esperava um pouco mais dele. Acho quem essa música não foi uma escolha 100% acertada (impossível não lembrar da Pia cantando ela na temporada passada). Foi tudo muito correto, linear, sem graça, sonolento. Ele tem uma ótima voz, mas a presença dele no palco é nula. Sem contar que a interpretação dele não passa emoção nenhuma.

Hollie Cavanagh – All The Man That I Need (Whitney Houston)

Felipe: Melhora incontestável desde semana passada em termos de confiança, e vemos isso na diferença das apresentações, ela foi mais segura, conseguiu chegar nas notas facilmente e fez uma ótima versão da música. Não consigo ter muita empatia por ela pra torcer, mas fez um bom trabalho.

Rich: Ui, cantou Jamily! Hahaha… Muito diva essa garota, já me ganhou com “Reflection” e já quero logo o estúdio dessa música. Ela tem muito o que aprender pela idade, mas se for bem “mentorada” e acertar nas escolhas ela pode chegar surpreendendo ainda mais. Música muito difícil que mesmo com um errinho conseguiu dar conta do recado. Vejo grande potencial.

Tiago: Eu tenho uma certa implicância com essa música. Não gosto e não tem versão que faça mudar de idéia. Bom, mais uma vez ela veio de pedestal, uma música melosa e as mesmas caras de bocas da semana passada. Nada de novo. Tudo nessa apresentação ficou Karaokê demais. Tá na hora de fazer alguma coisa marcante.

Jeremy Rosado – Ribbon In The Sky (Stevie Wonder)

Felipe: Fez uma ótima apresentação vocalmente, apesar de um ou outro deslize, mas não sei se foi uma boa escolha de música pra ele. Embora tenha cantado bem, o início foi bastante insosso, melhorou quase no fim e ficou ok no fim. Não exprimiu tanta personalidade, o que é difícil pra alguém na idade dele, mas faz falta. Era outro que precisava ser muito bom hoje e foi só bom.

Rich: Outra apresentação pra o “American Idol das antigas” e não em um lado positivo. Tá que tem quem goste, mas o acho tão normal, principalmente depois da Hollie. Não consigo ver o que alguns vêm nele, apresentação bem morna, não senti nenhuma emoção.

Tiago: Esse aqui já teve seu grande momento na semana passada. Da ala masculina ele é o que mais simpatizo. Gosto do timbre dele, das escolhas de música e da forma como ele se porta no palco. Hoje ele não repetiu o mesmo sucesso da semana passada, mas mandou o seu recado. Foi correto assim como 99% dos candidatos dessa noite.

Jessica Sanchez – I Will Always Love You (Whitney Houston)

Felipe: DÁ O PRÊMIO LOGO! Gente, como assim essa menina tem 16 anos e tem essa voz e esse alcance? Ela é bizarramente boa e competente vocalmente, e ainda consegue colocar personalidade na voz e na apresentação. Muito forte, melhor das mulheres, senão da noite, nossa mini-Beyoncé ta mais do que de parabéns.

Rich: Ahá! Pegou a grande música da noite e foi pimp dentre as girls. Essa garota tem uma baita voz e é a DIVA dessa temporada, espero que dure e muito. Não duvidaria que essa fosse a sua escolha, se a Melanie Amaro foi super batida e venceu o XF por que não a Jessica pelo menos chegar em uma final também sendo? Arrasou!

Tiago: Todo mundo já tá cansado de saber que ela tem uma das melhores vozes dessa temporada. Ela conseguiu deixar a música em algumas partes com a sua cara. Dessas divas que já cantaram essa música em programas como esse, eu ainda prefiro a Syesha. Uma coisa que me irritou muito nessa apresentação foi o uso demasiado dos vibratos. Ela tem que dosar isso porque se não tudo fica muita chato e cansativo. De resto, foi uma ótima apresentação.

Phillip Phillips – Superstition (Stevie Wonder)

Felipe: Bom, ele tentou fazer o que fez da semana passada… e o resultado foi o oposto pra mim. Não gostei do arranjo, achei muito jogado e ele sair da melodia demais nessa música prejudicou em vez de ajudar. Também não é um primor vocalmente, ele sempre ganhou minha atenção pela musicalidade, mas sinceramente pra mim ele cagou hoje. Pena, mas tomara que consiga votos pra seguir em frente porque acredito que ele é um bom artista.

Rich: Hum… Suspeitei desde o princípio que poderia ter pimp para ele ou o Colton. E claro, com o tique do ombro que não poderia faltar =P Gostei da apresentação, não foi digna de encerrar a noite, preferiria alguma girl ou até mesmo o Colton hahaha, mas não sei se ele pode mostrar muito mais do que já mostrou e acabar ficando nisso mesmo.

Tiago: Um candidato que todos já estão acostumado com a pimpação e seguindo a linha de outros tantos que já passaram, mais do mesmo e sempre recebendo destaque. Uma apresentação comum como a maioria dos candidatos de hoje fizeram.