S11E14

American Idol: S11E14 – Top 24 Performances (The 13 Boys)

Finalmente começa nesta Terça (28/02) a etapa de Live Shows da atual temporada do American Idol. A partir de agora, o voto do público decide quem fica e quem sai nesta décima-primeira edição do show. Hoje teremos as performances dos 13 garotos selecionados pelo júri do programa, formado por Steven Tyler, Jennifer Lopez e Randy Jackson. Amanhã teremos as apresentações das 12 garotas selecionadas para então termos o primeiro Results Show na Quinta (01/03). Quem se sairá melhor no palco? Quem irá surpreender? Quem irá decepcionar? Confiram os vídeos das apresentações de hoje, comentados por Felipe Ferreira, nosso comentarista residente; Rich Lorenzo, colaborador não só do AIBR como tabmém do The X Factor Brasil e do blog Mostre A Voz; Mateus, nosso convidado do dia, fã do programa e do site, de 20 anos, estudante de jornalismo. E é claro, nosso comentarista de sempre: você! Comente conosco!

Caso queira acompanhar conosco toda jornada em busca de uma nova estrela, siga nossos perfis no Twitter (@AmericanIdolBR) e no Facebook (facebook.com/AmericanIdolBr). Lá, estaremos divulgando outros links que transmitem o show, além de poder conversar com outros fãs do programa. Lembrando que, todas as Terças e Quartas às 22h, o canal Sony Entertainment Television exibe o programa com algumas semanas de atraso. Então se prepare para fortes emoções e grandes performances em mais um episódio cheio de surpresas!
THIS IS AMERICAN IDOL!

 

MELHORES MOMENTOS

TEMA DA SEMANA:

Músicas escolhidas pelos Produtores

Reed Grimm – Moves Like Jagger (Maroon 5)

Felipe: Meu favorito das auditions, Reed é um cantor que tem um ótimo alcance e uma ótima voz, e esse estilo maluco de ser. Resolveu pegar um ultra hit e fazer uma versão jazz pessoal, e embora tenha cantado bem e se ajustado ao estilo dele, não fez o buzz que eu achei que a apresentação dele faria, e que ele precisa nesse momento pra crescer sua fanbase e continuar na competição. Gosto muito dele, vou torcer pra continuar na competição, mas muito morno pra mim.

Rich: Uma música que tá bem conhecida, deu uma nova pegada nela, umas sensualizadas aqui e ali. E tinha que ter a bateria né? O programa começou bem e o Reed foi bom.

Mateus: um dos meus preferidos desde a audition, curti muito a versão e toda a pedância que ele enfiou na história toda. É realmente uma versão up-to-date do Casey Abrams, mais bem-arrumadinho e com umas firulas mais bem incorporadas. Espero realmente que passe.

Adam Brock – Think (Aretha Franklin)

Felipe: Mais um que tem minha torcida, adoro o rasgado de voz do Adam e ele tem uma força muito boa. Porém, também foi bastante aquém ao que esperava, nem perto do que ele consegue fazer. Queria ver uma coisa bem mais soul, como a apresentação de Georgia da Hollywood Week. Mas tem bastante fanbase e sensibilidade geral do público pra conseguir durar essa semana, embora tenha sido uma apresentação morna.

Rich: Gosto da Siobhan cantando essa música haha. A música é bem animada, mas não consegui me empolgar com a apresentação. Achei a música muito “grande” para ele.

Mateus: Eita, começou o karaokê! Só ouvi os trinta segundos do começo e me distraí, então nem sei se ele acertou ou errou. Sei que não chamou minha atenção em NADA. E pelo amor, Think? Não tinha nada mais batido pra cantar?

Deandre Brackensick – Reasons (Earth, Wind & Fire)

Felipe: Eu fiquei com o gritinho de falsete dele na cabeça hoje o dia inteiro da apresentação de Doesn’t Matter Anymore, e esperava uma coisa bem diva, forte e com firula. Bom, veio só a firula e a peruca do Primo Coisa. Não sei como não dormi assistindo. Ele canta bem, mas pelo amor de deus, que escolha de música é essa? Jura que foi a melhor que podia escolher??

Rich: Vai com fé amigo, vai com tudo no falsete, só não fica como se estivesse sem fôlego em pedaços da apresentação. Achei escolha toda errada, e abusou muito dos falsetes, foi tudo confuso. E ainda fez a Joelma com o cabelo, gente.

Mateus: Ok, ele tem um controle de falsete maravilhoso, etc e tal. Mas imagina 6, 7 semanas desse rapaz cantando tudo desse jeito, que delícNOT. Repertório antiquado, incapacidade de cantar em tons mais baixos e o Randy ainda diz que “é um dos mais comerciais”. Deus que me livre dos outros, então.

Colton Dixon – Decode (Paramore)

Felipe: Colton não é um dos meus preferidos, e com essa apresentação também não vai virar, não por eu não ter gostado da apresentação, que foi a mais relevante até agora junto com a do Reed, falando em termos musicais, mas ele desafinou em várias partes do início, o que me fez gostar muito menos da apresentação. Ele deveria ter pegado um My Chemical Romance, Rasmus, algo assim, não Paramore, mas não deixou de ser pelo menos interessante a versão. Pelo menos ele arriscou.

Rich: Repetente e provável Top 3 dessa temporada. Só eu acho isso? Pois bem, mesmo não gostando da música gostei bastante da apresentação, ele tem um grande potencial para ser melhorado nos lives.

Mateus: Ele pode cantar o novo single da Mulher Filé que mesmo assim vai receber milhões de votos. Gostei de algumas coisas dele nas outras fases, mas hoje achei bem fraco. Não teve nenhum erro crasso, mas daqui a meia hora já vou ter esquecido a apresentação.

Jeremy Rosado – Gravity (Sara Bareilles)

Felipe: Alguém que eu não esperava, embora sabia que cantasse direito, mas que me surpreendeu. Embora seja uma música muito difícil ( quase impossível) de não comparar a versão original fantástica, ele fez um excelente trabalho, foi afinado e cantou bem, embora a carga emocional da voz tava muito dramalhão mexicano e parecia que ele tava cantando depois de correr por uma hora, mas no geral, muito bom, melhor até agora.

Rich: Música linda, “Gravity” é uma de minhas músicas favoritas, e olha, tirando algumas partezinhas da apresentação, ele foi melhorando e no final conseguiu me agradar e muito, fiquei surpreso :)

Mateus: Amo Gravity, idolatro Sara Bareilles, mas não sei se gostei da versão. O arranjo tava meio estranho, e essa mania de estender todas as vogais me irrita um monte. Curti de verdade o DOOOOOOOOOWN, mas o resto ficou só na média.

Aaron Marcellus – Never Can Say Goodbye (Jackson 5)

Felipe: Mais um que não foi nada destaque nas primeiras semanas do programa mas OH MY FREAKING GOD o que foi isso???? Finalmente temos um negão com vozeirão de volta ao programa (não vou nem entrar em méritos de Jacob Lusk), foi lá, pegou um clássico e arrasou!!! Sério, ganhou mil pontos comigo, deus queira que ele sobreviva essa semana!

Rich: Nossa, que escolha hein? Não gostei em nada da escolha e apresentação. Ficou tudo simples, não se destacou, tenho até medo de abocanhar uma vaga.

Mateus: Definitivamente não é meu estilo preferido, mas fez uma apresentação bem segura. Não perdeu o ritmo nem o tom, usou um arranjo original, brincou com o público, foi pro falsete, voltou. Eu não votaria, mas não posso dizer que foi ruim. Foi ótimo.

Chase Likens – Storm Warning (Hunter Hayes)

Felipe: As pessoas do site devem achar que eu odeio country, mas eu devo falar que torci pra Carrie, ouço Sugarland, Blake Shelton e outros artistas country. Mas não gostei. Vejo o que ele fez em qualquer bar country que exista por aí, só faltou a garçonete quarentona ruiva. Nada que eu vá me lembrar daqui a duas apresentações. Pra mim, dispensável essa semana.

Rich: Olha Country =) Pena que em algo tão fraquinho, faltou mais atitude e empolgação, só levantar a perninha e balançar o microfone não é o suficiente. Foi bem mediano.

Mateus: Mas não é POSSÍVEL que não tinha alguém melhor que esse cara na Vegas Week. Na boa, uma apresentação chata dessas não seria interessante nem numa audition, que dirá no top 24. Tchau, Chase.

Creighton Fraker – True Colors (Cindy Lauper)

Felipe: Gosto bastante da voz dele, bastante diferente das outras, mas não gostei muito da versão dele, por vezes gritada e com muito desse vibrato chato, uma versão do Matt Giraud mais esganiçada, podia ter segurado um pouco mais nisso e ia ficado melhor, ou cantado uma coisa mais rock. Temo por sua estadia no progarama.

Rich: Eita, não sei se eu dormia, ou se eu ficava só falando que foi tudo errado, não consegui gostar nada da apresentação, espero não ter sido o único.

Mateus: TE AMO, ME LIGA, VAMO SAIR PRA JANTAR E SE CONHECsério? True Colors? Cantou bem, como sempre, mas achei uma escolha beeeeem perigosa numa semana que metade vai embora. Torcendo pra ele ficar =B

Phillip Phllips – In The Air Tonight (Phil Collins)

Felipe: Não torcia pra ele, nunca achei nada demais em todas as apresentações que ele fez até agora. Até agora. A versão dele foi atual, bem cantada, arranjo diferente e coerente, e muito bem cantado. Melhor apresentação até agora, e discordo totalmente dos jurados em criticar a melodia dele, foi totalmente adequado. Ganhou minha torcida.

Rich: Eu tenho “nervoso” desse tique nele no ombro, ele é bem pimpado né? Gostei dele na audição, depois não fui gostando, mas fez algo bem agradável, nada que me faça torcer, mas para quem curte o estilo deve ter agradado bastante.

Mateus: Melhor da noite até agora. Simples, lindo, preciso, não tenho muito o que dizer. É um Lee Dewyze afinado. Vai ser sempre uma apresentação segura dessas, daí a gente vai morrer de raiva porque vai sair uma galera melhor que se arrisca, e ele vai ser finalista. Anotem.

Eben Franckewitz – Set Fire to the Rain (Adele)

Felipe: A cria demoníaca de Maria Gadú e Kurt Hummel (Glee) ataca de novo, para fins didáticos, Kurt Gadú. Bastante desafinado, me pareceu muito inseguro no início da música e não empologou, foi muito monotônico. Nunca fui fã da voz dele, e não é hoje que vou mudar de idéia. Porém, deve continuar porque tem 15 anos e é a cara do Justin Bieber, as crianças todas vão votar e a pesta deve durar até o top 5, então pelo menos já ganhou apelido pra eu zoar.

Rich: Adele aparecendo em reality show já virou marca registrada, não vou comparar com ela pq né? Pelo menos não foi “Rolling in the Deep” ou “Someone Like You”, mesmo ele não tendo voz para essa música até que não foi de todo mal, mesmo com uns delizes no finalzinho.

Mateus: Faltou voz? Faltou. Mas foi a melhor escolha de música, se você tá lutando por metade das vagas. Todo mundo em casa reconheceu a música, cantou junto, vai se lembrar dele e votar pra ele ficar. Acho muito possível que ele passe pro top 13.

Heejun Han – Angels (Robbie Williams)

Felipe: Gosto muito dele, da voz dele e até a mãe dele é fofinha, mas algo na dicção dele me incomoda a ponto de eu não gostar tanto das apresentações dele, embora eu ame a música que ele escolheu e foi bem cantada. E “we all know you can blow”, Jennifer Lopez?? Piada pronta não se faz! Tá expondo muito a intimidade dos outros.

Rich: Só me lembro do Archuleta com essa música, mas desde a semana passada ele vem me surpreendendo, sério. De algo que ficaria só pela cota de bagunça está conseguindo ser um candidato bom, não com grande nível, mas com carisma e um talento a ser trabalhado.

Mateus: Por favor, coloquem a mãe dele no top 12 girls. Sério, o Heejun é tão errado que dá a volta no ponteiro e fica genial. Passou a música inteira meio abaixo do tom, o refrão foi totalmente flat, e ainda assim eu curti pra caramba. Queria que passasse, mas se for eliminado pelo menos acaba a piada do Heeey Jun.

Joshua Ledet – You Pulled Me Through (Jennifer Hudson)

Felipe: Ok, ele acaba de pegar o nível da noite e aumentar 200 vezes. Essa apresentação conseguiu colocar ele entre os meus preferidos do ano e sem esforço nenhum. Voz, interpretação, controle, tudo o que eu não vejo no programa há muito tempo. Espero que não façam a burrice de tirar ele, ele precisa continuar, senão essa edição não vai ter nem metade da graça.

Rich: Gosto muito desse estilo DIVA mais em mulheres, mas para quem curte também foi um prato cheio. Ele arrasou nesse final, faltou só fazer a Melanie Amaro (que adoro) e pregar no final Hahaha.

Mateus: Quem? Não lembrava desse moço e, na boa, preferia ficar sem lembrar. Ok, vocalmente perfeito, mas não gosto de quem canta a música inteira de olhos fechados e/ou fica gritando toda e qualquer nota. Não faço a menor questão de Joshua no top 13. PS: MANTASIA? HAHAHA.

Jermaine Jones – Dancing With My Father (Luther Vandross)

Felipe: Hard act to follow. Principalmente com uma música batida que nem essa. Mas ele até que fez um bom trabalho, cantou bem, mas não empolgou também. Não gostei tanto de terem chamado ele pra voltar, e ele não me fez mudar de idéia. Vamos ver se sobrevive ao corte.

Rich: *BOOOOOOM* Queria o mini-MJ =/ Mas jogou o Apelação Card com fé hein? Cantando essa música linda, emocionante, só não curto esse timbre, que para mim variou algumas vezes durante a apresentação, mas vai acabar passando, pq até no finalzinho eu curti um pouco hahaha.

Mateus: REALLY? Não dá pra ser mais apelativo que isso, né. Todo um drama na eliminação, daí volta como extra e canta Luther Vandross, aí a mãe entra e chora. Faltou só entrar um coral de crianças com leucemia segurando plaquinhas “pfv todos chorando”. Foi excelente, mas tanta pimpação me deixa beeem irritado. Não tem nada a ver com um conceito atual de “idol”.